Varejo deve intensificar contratações - SISPRO
5705
post-template-default,single,single-post,postid-5705,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Varejo deve intensificar contratações

Aposta dos lojistas no Natal tem ocorrido muito mais no sentido de salvar os números do decorrer do ano

O comércio varejista está apostando ainda mais no Natal, considerada a principal data para o setor em termos de comercialização, neste exercício. Tanto é que um número maior de lojistas promete contratar temporários para atender o aumento da demanda registrado no período.

Levantamento realizado pela Federação do Comércio do Estado de Minas Gerais (Fecomércio Minas), em Belo Horizonte, revelou que 33% dos empresários contratarão temporários em 2014, número 7,6 pontos percentuais superior ao do Natal de 2013, quando apenas 25,4% dos comerciantes realizaram a ação.

No entanto, o economista da federação Gabriel Ivo revela que isto não é uma garantia. Isso porque, segundo ele, neste ano a aposta do setor na data tem ocorrido muito mais no sentido de salvar os números do decorrer do ano do que como a perspectiva de melhor época para os negócios.

“Entre a intenção de contratar e a contratação propriamente dita há uma grande diferença. Mas, neste momento, o objetivo dos lojistas em buscar esta mão de obra temporária existe e com o objetivo de melhorar os índices de vendas que, ao longo de 2014, vêm deixando a desejar”, explica.

Ivo lembra que o atual cenário econômico brasileiro, incluindo a alta da inflação, o aumento das taxas de juros, a inadimplência e a corrosão da renda dos consumidores, têm segurado o desempenho do comércio. “Com isso, a esperança dos empresários está no Natal. Inclusive os preparativos para a data foram antecipados. Em muitos pontos da cidade é possível encontrar decorações e produtos típicos”, diz.

Estratégias – Para incentivar o aumento das vendas, o economista lembra que é interessante que o lojista esteja atento a uma série de estratégias para atrair o consumidor. São elas: realização de promoções, decoração de vitrines, alongamento de prazos e diminuição dos juros.

De acordo com o estudo, 14,3% dos entrevistados vão aumentar o quadro de temporários. Entre eles, 46,7% dizem que vão aumentar 10% das vagas, 26% afirmam que irão ampliar de 10% a 20% do quadro e 20% apontam que aumentarão entre 20% e 50%.

Com índice superior ao apresentado em 2013, a falta de capacitação continua sendo o desafio nas contratações para 36% dos empresários. Em segundo lugar, está a inexperiência, com 27,2% das respostas, seguida da incompatibilidade do perfil dos profissionais, com 19,1%.

Além disso, de acordo com a pesquisa, se o mercado apresentar bons resultados durante o período, 32,7% pretendem aumentar o número de temporários. Em relação às perspectivas de efetivação, 31,8% dos empresários sugerem que as possibilidades são grandes, sendo que 47,1% delas deverão ocorrer no mês de janeiro.

Por Mara Bianchetti

Fonte: Diário do Comércio MG – 30/10/14