Como a gestão patrimonial melhora a disponibilidade de ativos?
28842
post-template-default,single,single-post,postid-28842,single-format-standard,ehf-footer,ehf-template-sispro,ehf-stylesheet-sispro-child,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-7.6,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Como a gestão patrimonial melhora a disponibilidade de ativos?

Como a gestão patrimonial melhora a disponibilidade de ativos?

A disponibilidade de ativos está diretamente relacionada com o potencial da organização de gerar lucros a partir do patrimônio que gerencia.

Nessa lógica, uma boa administração patrimonial sobre os bens é o que garante a lucratividade da empresa e a sustentabilidade dos resultados alcançados pelo negócio.

Assim, práticas como uma boa gestão do estoque, o controle das etapas do gerenciamento do patrimônio e a adoção de sistemas eficientes de administração, garantem ao negócio resultados promissores a partir dos bens que possui.

Pensando nisso, confira neste blog post todos os detalhes sobre como a gestão patrimonial eficaz pode contribuir para garantir a disponibilidade dos ativos de uma empresa, maximizando resultados competitivos e reduzindo as chances de prejuízo! 

O que é disponibilidade de ativos?

É uma métrica que traduz a aptidão dos recursos de uma empresa, como máquinas e outros materiais essenciais para a produção, para estarem em condições operacionais quando assim for necessário.

Nessa lógica, a disponibilidade de ativos delimita o tempo de vida útil do bem, de forma que aponta qual é o período efetivo em que a empresa poderá se beneficiar com o uso daquele item para a execução das suas necessidades.

Qual a importância da disponibilidade de ativos?

A administração do patrimônio é uma área que vai muito além de inventariar quais são os itens que compõem o patrimônio do negócio. Ações como manutenção, armazenamento e controle de entradas e saídas garantem ativos disponíveis.

Isso é importante porque é somente uma equipe qualificada para o correto manejo dos bens e atenta às etapas fundamentais da gestão patrimonial, é que está preparada para assegurar a durabilidade de cada ativo para desempenhar a sua função. 

Sendo assim, a importância da disponibilidade de ativos se deve ao fato de que é a quantidade de recursos disponíveis que aponta para qual será a capacidade de geração de lucro com aquela atividade durante determinado período.

Por exemplo, considere que uma máquina (ativo) tem a sua vida útil estimada em 5 anos e,  desde que passe por manutenções periódicas a cada 6 meses, irá produzir 200 peças para venda. 

Nessa situação, o tempo de vida da máquina indica a disponibilidade deste ativo, ou seja, com a manutenção em dia, por 5 anos a empresa poderá contar com este item para a geração de lucro. Assim, esta é uma métrica essencial para o controle do patrimônio.

Como a gestão patrimonial impacta na disponibilidade de ativos?

Somente com uma boa administração patrimonial é que é possível que a disponibilidade dos ativos seja garantida e, assim, que a empresa alcance bons resultados. 

Consideremos agora, de uma máquina com 10 anos de vida útil e necessidade de manutenção periódica semestral. Concorda que sem uma gestão eficiente do patrimônio esta máquina dificilmente chegará a uma década de operação?

Para que o ativo (máquina) esteja disponível para desempenhar a sua função é importante que haja um controle assertivo sobre as datas de manutenção, tempos de pausa e até mesmo sobre as condições de acomodação deste maquinário. 

Todas essas ações são papel da gestão patrimonial e, quando a empresa não as executa, são frequentes os erros na administração do patrimônio, de modo a tornar os ativos indisponíveis para a geração do lucro que era esperado naquele período.

5 ações essenciais para garantir a disponibilidade dos ativos

Para assegurar que os seus ativos estejam disponíveis, é fundamental adotar uma abordagem proativa e estratégica na gestão patrimonial. Por isso, considere a implementação das seguintes práticas:

Estratégias de manutenção preventiva e corretiva: 

É importante contar com um planejamento de manutenção preventiva para antever, identificar e corrigir problemas antes que se tornem críticos.

Essa ação contribui para reduzir o tempo de inatividade de um ativo, que poderia resultar em prejuízos expressivos para o negócio.

Uso de tecnologia de monitoramento em tempo real: 

Sistemas de monitoramento em tempo real são muito utilizados atualmente para acompanhar o desempenho dos ativos e identificar falhas potenciais. 

Isso porque estas ferramentas permitem que a equipe verifique se determinado item rende o trabalho esperado e entrega o necessário para atender as metas da produção. 

Implementação de processos eficientes de gestão de estoque e logística: 

Para assegurar que os materiais e peças de reposição estejam sempre disponíveis, é importante que haja um controle eficiente e automatizado do estoque, já que isso garante a redução de  atrasos na manutenção e reparo dos ativos.

Treine a equipe de manutenção: 

Invista na capacitação dos seus colaboradores para garantir que a sua equipe esteja pronta para realizar consertos de forma ágil, junto do aparato de planejamento de reparos e dos sistemas automatizados de aferição de desempenho.

Isso é o que garante que os investimentos em tecnologia e no plano de ação se concretizem em manutenções seguras e precisas do ponto de vista técnico.

Implemente um sistema de gestão de ativos: 

Utilize um sistema de gerenciamento de ativos para rastrear e gerenciar todos os itens da sua empresa, isso garante que haja um bom planejamento de aquisição de novos bens e reparos dos atuais. 

Além disso, com um sistema de gestão a empresa consegue visualizar com maior rapidez quais são os itens que precisarão ser substituídos e, assim, planeja com segurança as reposições para manter disponíveis os bens que geram lucro.

Passo a passo para uma gestão patrimonial de sucesso: baixe agora o guia completo!

A gestão patrimonial melhora a disponibilidade dos ativos porque permite que a empresa tenha uma visão assertiva sobre o tempo que poderá contar com cada item para a geração de lucros. 

Dessa forma, com um controle de bens capaz de estimar, por exemplo,  o uso de cada máquina e o tempo de vida, é possível extrair os melhores resultados dos itens em poder da organização, garantindo o sucesso da produção. 

Quer elevar o controle do seu patrimônio para o próximo nível? Implemente uma cultura de eficiência na administração de ativos do seu negócio e assegure resultados competitivos para a sua empresa! 

Baixe agora mesmo um material exclusivo com o passo a passo para uma gestão patrimonial de sucesso! 

Retorno sobre o patrimônio líquido