Blog

Gerenciamento de contrato: 4 indicadores a serem acompanhados

gerenciamento-de-contratos

O universo empresarial está tão conectado e próximo do consumidor que qualquer ação gera grandes quantidades de informações. Portanto, absorver estes dados e colocá-los em prática, principalmente pela análise aprofundada, é vital para a sobrevivência, ainda mais no gerenciamento de contrato.

Quando se fala em dados é comum pensa num apanhado de números que, sem acompanhamento, se torna inexpressivo. Contudo, sua tradução em tomada de decisão e melhores práticas, é o que falta para muitas empresas terem uma gestão de contratos eficiente.

É por este motivo que reunimos 4 dos principais indicadores que devem ser acompanhados no gerenciamento de contrato de qualquer negócio. Realizar uma análise concisa das métricas é o norte que toda empresa deveria seguir, então acompanhe e descubra!

4 indicadores que um gerenciamento de contrato deve acompanhar

1 – Indicador de Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

Analisar a métrica CAC é essencial para compreender um importante fator no momento de fechar negócio com um novo cliente. Isso porque, esse indicador representa as despesas da empresa na implementação de ações e estratégias aos novos clientes.

O objetivo aqui é definir o lucro que a empresa terá baseado no gasto para concretizar um consumidor. E conforme os custos são estabelecidos é possível estipular um prazo determinado para começar a lucrar com aquele cliente.

 É importante entender da seguinte forma: quanto maior for o custo de aquisição maior será também o tempo para começar a lucrar.

Desse modo, se um cliente demanda um custo de aquisição de R$1.500 e irá adquirir um serviço no valor mensal de R$500, então, o tempo para começar a lucrar com esse cliente é de pelo menos 4 meses.

Analisar esse indicador assegura maior eficiência ao gerenciamento de contratos, ao passo em que elimina as chances de prejuízo para a empresa.

2 – Indicador de Ticket Médio

O ticket médio indica quanto especificamente cada cliente gasta com a sua empresa num determinado período, e viabiliza um panorama geral dos ganhos com todos os clientes.

Para executar tal indicador e assim, lapidar o gerenciamento de contratos, é simples. Basta pegar o total de vendas num período e divida este montante pela quantidade de consumidores que adquiriram um serviço ou fecharam um contrato. O resultado é precisamente o ticket médio da empresa.

A partir daí é viável mudar o direcionamento das estratégias e buscar novos parâmetros que tragam ainda mais resultados.

3 – Monitore de perto a taxa de Churn

Indicador primordial para conhecer diferentes aspectos dos processos da empresa. Um deles é apontar o nível de satisfação dos clientes.

Isso porque, a taxa de Churn representa o percentual de descontinuação dos clientes com a empresa, sempre considerando um período específico. Sem sombra de dúvidas, o churn é um dos mais importantes indicadores que uma empresa deve acompanhar.

Na gestão de contratos essa métrica é ainda mais contundente, pois mostra o andamento dos contratos. A partir daí é viável apontar a taxa de satisfação, uma vez que o cancelamento de um contrato reflete um cliente insatisfeito.

4 – Métrica NPS apontando os números de renovações

Embora o indicador anterior possibilite ter uma prévia noção da satisfação dos clientes, ele não é específico para isso. Já a métrica NPS fornece a realidade de como os clientes se sentem perante à empresa.

Funcionando como uma escala, o indicador coloca o cliente à prova ao questioná-lo sobre a possibilidade de ele recomendar a empresa a outra pessoa. Ademais, o indicador NPS atua pesadamente na taxa de renovação e suas informações devem ser cruzadas, a fim de alcançar ainda mais potencial para mudanças.

A escala vai de zero à dez e recebe a seguinte classificação:

Clientes satisfeitos

São aqueles clientes que colocam a sua empresa numa escala de 9 a 10, ou seja, estão satisfeitos com os serviços, produtos e atendimento.

Clientes neutros

Clientes que praticamente não têm comprometimento com o negócio e o pontuam entre 7 e 8.

Clientes insatisfeitos

Já esse perfil de cliente pontua a empresa entre 0 e 6 e possivelmente não está satisfeito, engajado ou mesmo interessado em fazer negócio. Além disso, é potencial para se transformar em mais uma taxa de churn.

Compreende como os indicadores são essenciais para o gerenciamento de contrato?

Executar o gerenciamento de contratos ideal para o crescimento da empresa é uma demanda complexa. Então, como você pôde perceber, os indicadores devem ser utilizados, mas sem  automatizar os processos e uma ferramenta apropriada, se torna impraticável.

Portanto, como uma última dica, podemos relacionar um software que irá unificar a análise de todos os indicadores essenciais para o gerenciamento de contratos. Quer conhecer? Então, acesse nossa página oficial!