Gestão da empresa: 5 passos para acertar na gestão do seu negócio
21217
post-template-default,single,single-post,postid-21217,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

5 passos para você acertar na gestão da empresa

Como ter uma gestão eficiente na empresa

A gestão da empresa é a etapa mais importante, mas também a mais complicada. Não é incomum que muitos líderes se sintam em uma verdadeira montanha-russa, e logo o desafio de uma boa gestão se transforma em estresse ou sentimento de que a empresa não está crescendo tanto quanto deveria. 

E isso não acontece sem motivo: a verdade é que mesmo bons líderes cometem alguns erros básicos na gestão da empresa. Uma boa gestão vai além da etapa de planejamento e exige comprometimento de todos com as metas, além de organização das informações e análises rotineiras dos dados da empresa. 

Quer descobrir os 5 passos mais importantes para fazer uma boa gestão da empresa? Nos acompanhe neste artigo e descubra o que você precisa fazer para melhorar a eficiência da empresa agora! 

1. Invista em integração dos setores 

Quando os setores da sua empresa não estão integrados, cumprir qualquer meta se torna muito mais difícil. Principalmente quando levamos em consideração os setores que dependem do trabalho um do outro para funcionar bem, como é o caso das equipes de Vendas e de Marketing. 

Quando esses dois setores não se comunicam, um problema comum é que Vendas possui uma meta, enquanto o Marketing está trabalhando com outros objetivos. O ideal é que ambos trabalhem juntos em todos os sentidos, e só assim você verá um aumento significativo de vendas através das estratégias de marketing. 

Além disso, outros setores também precisam estar completamente integrados. O setor Financeiro, por exemplo, precisa estar completamente à par de tudo que acontece no estoque, setor de Vendas, Marketing e etc. Isso ajuda a gestão da empresa a tomar decisões melhores, além de ser crucial para a redução de custos, por exemplo.

2. Melhore (sempre) os processos internos 

Se a empresa não investe em melhorias constantes dos processos internos, a possibilidade de estar perdendo dinheiro é bem grande. Mesmo mudanças simples na rotina da empresa podem aumentar a eficiência e resultados de toda a equipe, o que potencializa a lucratividade do negócio. 

O ideal é que a gestão da empresa esteja de olho nos principais dados relacionados ao setor de vendas, estoque e mesmo o setor financeiro. Análises periódicas desses dados ajuda a empresa a identificar processos que precisam ser melhorados e fatores que podem ser mudados para gerar economia e lucratividade. 

3. Defina metas claras e objetivas 

Ter metas é um passo fundamental para o crescimento de todo negócio. Porém, é comum que as empresas definam metas confusas, ou, ainda, dêem prioridade a tudo, e por isso não alcancem o verdadeiro potencial de sua equipe. 

Não é toda meta que funciona e, não, nem tudo é prioridade. Se a sua meta é vaga, fica difícil a equipe entender o que fazer para alcançá-la, ao mesmo tempo em que a falta de prioridades reais gera estresse, ineficiência e desmotivação nos funcionários da empresa. 

Antes de tudo, pense em metas objetivas, que podem ser facilmente quantificadas. Por exemplo, “aumentar em 25% as vendas em até 3 meses”, ou “reduzir a perda de estoque em 30% em 2 meses”. São metas objetivas, quantificadas e fáceis de avaliar – toda a equipe vai saber se conseguiu alcançá-la ou não no fim do prazo estipulado. 

Ao mesmo tempo, faça a equipe priorizar os objetivos que vão trazer resultados reais para a empresa a curto e longo prazo.

4. Acompanhe os indicadores de desempenho 

A gestão da empresa se torna muito mais eficiente quando ela possui uma rotina de avaliação dos indicadores de desempenho. Esses indicadores podem mostrar os resultados reais alcançados pela empresa ao longo dos últimos meses, e isso é crucial para o processo de tomada de decisão. 

Existem diversos indicadores do tipo, e é importante que você defina quais deles são importantes para a sua empresa. Isso porque a avaliação deve ser seguida de decisões que ajudem a melhorar esses indicadores, ajudando a aumentar a produtividade e lucratividade da empresa. 

5. Use tecnologias a favor do negócio 

Ainda nos tópicos anteriores falamos sobre a importância de acompanhar os indicadores de desempenho, integrar os setores e acompanhar as principais metas da empresa. Tudo isso se torna muito mais fácil com o uso da tecnologia, principalmente de sistemas adequados para essas tarefas. 

Uma boa gestão de empresa depende que você gaste tempo com o que realmente importa, que é o planejamento e análise de informações. Perder tempo preenchendo planilhas, ou procurando os dados que você precisa, só vai tornar todo o processo ineficiente e passível de erros graves. 

Sistemas de ERP e Business Intelligence, por exemplo, ajudam na integração das informações geradas por todos os setores da empresa. No caso dos sistemas da Sispro, por exemplo, todos os dados necessários ficam disponíveis para você pelo sistema que pode ser acessado tanto pela computador, como também pelo smartphone.