Sistemas ERP como apoio para tomada de decisão - SISPRO
8023
post-template-default,single,single-post,postid-8023,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Sistemas ERP como apoio para tomada de decisão

Para uma excelente administração e, por consequência, uma elaboração de um bom processo de tomada de decisão é necessário o uso de tecnologias da informação, mais especificamente sistemas de gestão empresarial ERP (Enterprise Resource Planning – Planejamento de recursos empresariais). Com a utilização destes sistemas as empresas incluem a integração entre as informações dos diversos setores da organização, processos operacionais bem definidos e padronizados. Tudo isso faz com que a empresa possa se beneficiar de informações para uma boa tomada de decisão.

1. Tecnologia da Informação

Na perspectiva da Administração, a tecnologia da informação surgiu da necessidade de se estabelecer estratégias e instrumentos de captação, organização, interpretação e uso das informações. Ainda sobre tecnologia da informação, podemos conceituá-la como um conjunto de métodos e ferramentas, mecanizadas ou não, que se propõe a garantir a qualidade e pontualidade das informações dentro da malha empresarial.

2. Sistemas de Informação

Sobre sistemas de informação que, neste artigo, resultará na abordagem sobre sistemas ERP, de acordo com Laudon e laudon (2001, p. 4), pode ser definido tecnicamente como:

Um conjunto de componentes inter-relacionados que coleta (ou recupera), processa, armazena e distribui informações para dar suporte a tomada de decisão e ao controle da organização. […] esses sistemas também auxiliam os gerentes e trabalhadores a analisarem problemas, visualizarem assuntos complexos e criarem novos produtos.

3. Sistemas ERP

Com históricos desde a década de 70, com surgimento dos sistemas MRP (Material Requirements Planning – Planejamento das Necessidades dos Materiais) que eram voltados para aplicação em empresas manufatureiras, estes sistemas foram evoluindo e abrangendo vários processos e departamentos das empresas, como: processo de manufatura, módulos de gestão de pessoas, vendas, distribuição, finanças e demais áreas, até chegar ao estágio atual de desenvolvimento, o sistema ERP.

Os sistemas ERP surgiram com a finalidade de eliminar o retrabalho de alimentação de sistemas diferentes entre departamentos da empresa, pois cada área tinha seu determinado sistema, isso tornava a integração de sistemas difícil, pois os sistemas eram de plataformas diferentes e desenvolvidas por empresas diferentes.

Os sistemas ERP podem ser definidos como pacotes comerciais desenvolvidos a partir de modelos-padrão de processos visando à integração dos sistemas das diversas áreas da organização em um banco de dados corporativo. São geralmente divididos em módulos que se comunicam e atualizam uma mesma base de dados centralizada, de modo que as informações são alimentadas uma única vez e passam a fluir pelos demais módulos que necessitem dessas informações.

4. Sistemas ERP como apoio à tomada de decisão

Em uma empresa, a todo momento, são necessárias as tomadas de decisões, pois a cada instante surgem novos desafios e problemas frente aos diversos setores de trabalho e concorrência, para isso é preciso informações que possam subsidiar a tomada de decisões. Isso acontece quando estamos diante de um problema que apresenta mais de uma alternativa para solução. Em todo processo de tomada de decisão é necessário escolher a situação mais adequada para determinado problema.

Em se tratando do universo empresarial nas tomadas de decisão por gestores é necessário ressaltar, segundo Bazzotti e Garcia (2007), que temos condições de tomada de decisão de certeza, incerteza e risco.

Para cada condição de tomada de decisão é vislumbrado um conjunto de informações que tratando-as se transformam em conhecimento para o gestor e a partir disto é concebida a decisão. Os sistemas ERP entram como subsídio para as condições de tomada de decisão, pois fornecem informações acerca das pessoas, processos e suprimentos envolvidos na tomada de decisão.

Diante dos fatores é possível verificar que a condição das empresas em reagir às mudanças internas e externas no processo de tomada de decisão está diretamente ligada ao potencial que um sistema de informação pode oferecer.

Antes de decidir utilizar um sistema ERP, a empresa deve fazer um levantamento de necessidades, quais módulos são realmente importantes e deve primordialmente considerar que a inclusão de um sistema ERP requer mudanças organizacionais, pois a empresa deve se adequar ao pacote e não o contrário.

5. Referências

LAUDON, Jane P.; LAUDON, Kenneth C. Gerenciamento de Sistemas de Informação. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2001.
BAZZOTI, Cristiane; GARCIA, Elias. A importância do sistema de informação gerencial para tomada de decisões. Disponível em: < http://e-revista.unioeste.br/index.php/csaemrevista/article/view/368>.

Por Renan Borges

Fonte: Administradores.com.br