SC lidera movimento contra Normas Internacionais de Contabilidade - SISPRO
5485
post-template-default,single,single-post,postid-5485,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

SC lidera movimento contra Normas Internacionais de Contabilidade

Santa Catarina está liderando uma mobilização nacional contra a forma de implantação das Normas Internacionais de Contabilidade, previstas para entrarem totalmente em vigor no país até 2012.

Os contabilistas não são contrários à adoção das novas regras, mas, sim, discordam dos critérios definidos e da forma como o processo está sendo conduzido.

Em pedido protocolado junto ao Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Augusto Marquart Neto, que está concorrendo pela oposição à presidência do Conselho Regional (CRCSC), sugere o seguinte cronograma de implantação:

Empresas com ações na bolsa de valores – a partir de 2011;

Empresas operadoras no mercado internacional – a partir de 2012;

Empresas com capital internacional – a partir de 2014;

Empresas optantes do lucro real – a partir de 2016;

Demais empresas, incluindo micro e pequenas – tratamento diferenciado, de forma optativa e de acordo com suas necessidades.

“Os custos de implantação e a burocracia serão um novo entrave para a sobrevivência dos micro e pequenos empresários”, argumenta Marquart. “Além disso, o CRCSC está fazendo terrorismo com os contabilistas, ameaçando com fiscalização e punição aqueles que não seguirem as normas”.

Marquart lembra ainda que menos de 20% dos países do mundo estão adotando as regras e que potências econômicas como a França e a Alemanha já as rejeitaram completamente.

Fonte: EconomiaSC – 11/10/11