NFC-e: Lançamento Nacional da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica em 18 de novembro, no Rio Grande do Sul - SISPRO
5097
post-template-default,single,single-post,postid-5097,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

NFC-e: Lançamento Nacional da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica em 18 de novembro, no Rio Grande do Sul

Semelhante a NF-e, de existência apenas digital, a nota fiscal de consumidor eletrônica ou simplesmente NFC-e,  vem para substituir a nota fiscal de venda ao consumidor final, modelo 2, que é emitida pelo varejo na venda presencial ao consumidor. A NFC-e substitui também as tradicionais notas fiscais tipos A e A-1 e pode substituir a nota fiscal de produtor (modelo 4).

A possibilidade de emissão via smartphone  ou tablet traz um nova experiência de compra para o consumidor. O pagamento é feito diretamente junto ao próprio vendedor, com uso de dispositivo móvel que incorpora a emissão da NFC-e e a possibilidade de pagamento com cartão de crédito e/ou débito. Desta forma, o vendedor acompanha o cliente em todo processo de compra, desde a escolha do produto até o pagamento. Isto representa um importante salto para o varejo brasileiro, estabelecendo um novo patamar de qualidade de serviços ao consumidor.

A NFC-e também visa promover economia e racionalização de processos para as empresas, além de possibilitar o uso de novas tecnologias de mobilidade e propiciar a integração de plataformas de vendas físicas e virtuais.

No Rio Grande do Sul a implantação da NFC-e se iniciou nas grandes redes varejistas, buscando dar maior visibilidade ao projeto e servir de estímulo aos demais comerciantes para que estes promovam a modernização de seu negócio e possam ainda reduzir custos. Como a emissão da NFC-e é um processo simples, permite que a nota fiscal seja autorizada em tempo real pela SEFAZ.

A NFC-e já foi adotada voluntariamente por mais de uma centena de estabelecimentos comerciais no país, que validaram e aprovaram a nova tecnologia.

Como explica Ricardo Neves Pereira, subsecretário da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul, “o objetivo é promover a massificação do projeto no Brasil”. “A tendência é de migração gradual, e acreditamos que, nos próximos cinco anos, todos os estados estejam com a tecnologia funcionando a pleno”, completa o subsecretario.

O lançamento oficial da NFC-e aconteceu  dia 18/11 às 14:30, no Hotel Plaza São Rafael em Porto Alegre – Rio Grande do Sul, com a presença do Coordenador Geral do ENCAT, Eudaldo Almeida de Jesus e do Secretário da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul, Odir Tonollier.

Por: Marli Ruaro – 18/11/13