Grupo de Trabalho Confederativo discutiu, no CFC, implementação do eSocial - SISPRO
4833
post-template-default,single,single-post,postid-4833,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Grupo de Trabalho Confederativo discutiu, no CFC, implementação do eSocial

A plataforma faz parte do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) e tem como objetivo unificar, em um único sistema, o envio de todas as informações dos trabalhadores aos órgãos federais.

Segundo o representante do CFC no Grupo, contador Cassius Coelho, os profissionais da Contabilidade são os grandes agentes da implantação direta do eSocial e a reunião realizada nestes dois dias, foram de muita importância.

“Foi muito produtiva as discussões e conseguimos avançar nos temas levantados pelo GTC, apresentamos uma proposta factível de cronograma de vigência do Sistema e de escalonamento, pois escutamos os vários segmentos presentes e agora esperamos uma aprovação pelas bases de cada setor para dar continuidade a esse trabalho”.

Cassius ressaltou também que haverá um encontro que será realizado dia 17 de novembro que irá trazer mais levantamentos de cada órgão envolvido no processo. “A ideia é que no próximo encontro se tenha o cronograma fechado e o leiaute do eSocial disponibilizado. Vale lembrar que a implementação será com cautela e não vai abranger todas as empresas de uma vez, será divido e explicado de forma que todos os empresários possam se adequar.”

O diretor de tecnologia da informação da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), Dorywillians Botelho de Azevedo, afirmou que a reunião além de proveitosa foi muito importante: “Foi uma das principais reuniões e onde atingimos os principais objetivos, adentro do segmento contábil e conseguimos chegar a uma proposta que a principio agradou a todos”.

Dorywillians destacou também que a participação do CFC é essencial nesse processo: “Dentro de cada empresa contábil temos alguém que vai precisar entender o eSocial e o apoio do CFC no projeto é continuo”. Concluiu.
 
Além do CFC, participam do GTC a Receita Federal do Brasil, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) , os Ministérios da Previdência e do Trabalho e Emprego, a Fenacon, e entidades como Sescon/SP, Firjan, CNI, Consif, CNC, Fiesc, CNA, Fiesp, CNCOOP, Brasscom, Brasilprev/Fenaprevi, CNCoop e CNseg.
 
Fonte: CFC – 31/10/14