Empresas terão novas preocupações com o Fisco em 2015 - SISPRO
4640
post-template-default,single,single-post,postid-4640,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Empresas terão novas preocupações com o Fisco em 2015

Receita Federal prepara novas adaptações no SPED envolvendo a ECF, a escrituração contábil fiscal. Sispro irá liberar novo módulo para atender à nova obrigação

O ano de 2014 se aproxima do fim e as empresas já devem se preparar para enfrentar algumas mudanças que deverão ser anunciadas durante 2015 no SPED. O Fisco deve promover novas adaptações na ECF, a escrituração contábil fiscal, que altera o modo como as empresas devem informar todas as operações que influenciam a composição da base de cálculo e o valor devido do Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Para atender às empresas que serão afetadas pelas novas mudanças fiscais, a Sispro, fornecedora de software ERP, está desenvolvendo o mais novo módulo da família de produtos de ERP para atender ao SPED: o Sispro ECF, que vai assegurar a elaboração automatizada do arquivo a ser enviado ao ambiente da escrituração contábil fiscal.

O módulo será parte do sistema Sispro ERP e irá gerar o arquivo da ECF que deverá ser enviado anualmente ao ambiente SPED, visando simplificar e agilizar os processos da empresa, segundo comenta Lourival Vieira, diretor de Marketing da companhia. “Nossa equipe de especialistas está acompanhando de perto todas as movimentações do Fisco e os debates em torno do assunto, promovidos pelas entidades representativas empresariais e contábeis junto com os representantes da Receita Federal. Este acompanhamento nos permite entregar sistemas sempre alinhados com as novas regras e obrigações, o que tem posicionado a Sispro entre as principais fornecedoras de sistemas de ERP alinhados com as exigências fiscais e contábeis”, comenta o executivo.

“Como a obrigatoriedade de apresentação será a partir do ano-calendário de 2014, a ECF requer novos controles automatizados que coletem as informações e as registrem de forma organizada, sendo que o sistema de gestão deve estar preparado para isso”, destaca o executivo.

Fonte: Sispro Software Empresarial – 30/10/14