Alteração de data não atenua complexidade da EFD-Contribuições - SISPRO
4561
post-template-default,single,single-post,postid-4561,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Alteração de data não atenua complexidade da EFD-Contribuições

A prorrogação do prazo de entrega da EFD-Contribuições não muda a percepção das empresas sobre a complexidade da exigência, eleita a mais difícil de lidar dentre todas as obrigações acessórias por 64% dos participantes de uma recente pesquisa realizada.

 

Por decisão da Receita Federal, as empresas enquadradas no regime de tributação baseado no Lucro Presumido poderão enviar os arquivos da EFD-Contribuições em janeiro do próximo ano.

 
A data inicialmente estabelecida era julho deste ano. Mesmo com a mudança, o cenário empresarial já começa a ficar mais conturbado. Quem não entregar os arquivos no prazo pagará multa no valor de R$ 5 mil por mês, por competência, e de modo cumulativo.
 

A multa é fixa até mesmo para as empresas que faturam menos que R$ 5 mil no mês, por exemplo. Muitas pequenas empresas fora do Simples Nacional terão de atender esta nova exigência do Fisco.
 

Significa que elas terão que adquirir tecnologia apropriada para atender à nova demanda ou deixarão esta árdua tarefa para os escritórios de contabilidade.
 

  “Pensar em enviar o arquivo em branco somente para fugir da multa, não é a melhor opção, visto que apenas estará retardando a resolução de um problema que certamente se transformará em um fantasma tributário”, explica Juliana Ono, diretora de conteúdo.

Fonte: TI Inside – 18/07/2012