Contabilidade no poder público federal é tema de debate em comissão - SISPRO
4368
post-template-default,single,single-post,postid-4368,single-format-standard,ehf-footer,ehf-template-sispro,ehf-stylesheet-sispro-child,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Contabilidade no poder público federal é tema de debate em comissão

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público debate nesta quarta-feira (16) o fortalecimento dos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Contabilidade e de Custos do Poder Executivo Federal.

O debate foi proposto pelo deputado Chico Lopes (PCdoB-CE) e subscrito pelo deputado Izalci (PSDB-DF). Os parlamentares argumentam que contabilistas de todo o País estão se engajando em campanha para que seja regulamentada medida provisória sobre o Sistema de Contabilidade e Custos e a Carreira Contábil no Setor Público.

“Fortalecer esse sistema é propiciar ao cidadão informações cada vez mais precisas de como seu dinheiro está sendo aplicado, bem como valorizar e reconhecer a importância dos profissionais contábeis do setor público para a sociedade”, afirma Lopes.

Dentre as medidas estão a estruturação organizacional por meio da definição dos órgãos setoriais e seccionais contábeis e de custo; a estruturação dos macroprocessos de trabalho; a alocação de recursos humanos; e a criação de uma estrutura remuneratória especial.

Foram convidados:

– a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior;
– a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Helena Hoffmann;
– o secretário do Tesouro Nacional, Arno Hugo Augustin Filho;
– presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Juarez Domingues Carneiro; – o presidente do Conselho Regional de Contabilidade, Adriano de Andrade Marrocos;
– o presidente da Associação Nacional dos Contabilistas do Setor Público Federal, Francisco da Chaga Lima;
– representante do Tribunal de Contas da União;
– e representante do Ministério da Fazenda.

O debate está marcado para as 14h30, em plenário a ser definido.

Fonte: Agência Câmara via CFC – 15/10/13