Como evitar erros no Black Friday 2017 | SISPRO
14193
post-template-default,single,single-post,postid-14193,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

Como evitar erros no Black Friday 2017

como-evitar-erros-no-black-friday-2017

O dia 24 de novembro está chegando carregado pela expectativa de uma Black Friday que vai marcar finalmente o calendário do varejo brasileiro. Mas como evitar os erros que tanto depreciaram a data no Brasil?

A data, que seria uma oportunidade de ouro para os lojistas fidelizarem seus clientes ou conquistarem novos, nem sempre é aproveitada como deveria.

Se você leu nosso texto sobre o que os clientes procuram na Black Friday , já entendeu isso. Senão, fica a dica de leitura para entender como aproveitar bem o evento para encantar e ampliar a base de clientes.

Não importa o tamanho do negócio, a quarta sexta-feira de novembro já está tornando o segundo Natal no e-commerce brasileiro. Isso se deve ao volume de compras realizados no período, em muitos casos, motivado justamente pelo período dos presentes natalinos, claro.

Foi na Black Friday que 300 mil consumidores compraram na internet pela primeira vez, em 2016. Imagina todo esse povo fidelizado e comprando em seu negócio constantemente? Pois é, o caixa agradece!

Mas como evitar os erros e aproveitar essas oportunidades? Preparamos um guia rápido para você já se organizar e aderir à Black Friday também!

Transparência na Black Friday (e sempre)

A transparência é a alma do negócio, já diria a sabedoria popular. O brasileiro é o consumidor que mais pesquisa antes de comprar, segundo pesquisa da consultoria TNS. Então, não adianta tentar enganar, pois possivelmente seu cliente já sabe bem o preço do que lhe interessa.

Se seu negócio não consegue reduzir muito a margem para dar bons descontos, ofereça condições diferenciadas de pagamento ou frete grátis, no caso de um e-commerce.

Tanto o dono quanto a equipe das lojas precisa estar pronta para garantir essa transparência e não trair a confiança do consumidor.

Lembre-se: o cliente muitas vezes paga um pouco mais pela garantia e confiança de que sua experiência de compra não lhe trará problemas no futuro.

Descontos reais em produtos de qualidade são importantes, mas sem que isso sacrifique a transparência ou o relacionamento com os clientes.

Jamais aumente o valor do produto antes da Black Friday, para diminuir durante o evento.

Também não pega bem com o consumidor alterar os valores durante a Black Friday, mesmo que isso seja para baratear. O ideal é estipular previamente o quanto tal item pode custar e fixar esse preço no dia.

Planejamento e antecipação

É possível que você esteja lendo este texto justamente para organizar a Black Friday em seu negócio. Para 2017, nesses casos, é difícil falar em planejamento, mas você pode fazer uma pequena experiência para esse ano e se preparar para 2018!

Na pequena experiência, é possível oferecer itens que oferecem maior margem com desconto ou aproveitar para limpar os estoques de produtos que vendem bem. Abrir espaço para novas ofertas de produtos.

Se você trabalha com produtos de grande circulação e certamente receberá remessas antes da Black Friday, vale tentar negociar menores preços de custo com os fornecedores.

Planejamento exige fazer ações e dar descontos coerentes com a estratégia de precificação. De nada adianta sair dando 50% de desconto nos itens e, no final, ficar sem dinheiro para continuar a operação.

Preço é algo que deve considerar sempre o custo do item, além dos gastos operacionais e a margem de lucro para manter o negócio em funcionamento.

O planejamento também se refere à antecipação do varejista na divulgação, comunicação, fidelização e estratégias para manter tudo funcionando perfeitamente no dia de aumento de fluxo.

Aquelas filas intermináveis, corre-corre e disputa entre clientes só tem valor se os descontos oferecidos forem realmente insanos.

Nos EUA e Canadá, é muito comum alguns itens receberem 90% de desconto. E não são itens encalhados, não, mas produtos muito desejados, como TVs, câmeras digitais, smartphones, itens de decoração e videogames.

Nesses casos, o consumidor até aceita se privar do conforto para aproveitar uma oportunidade imperdível.

Invista para o futuro

Vence na Black Friday quem tem informação: sobre seus produtos, sua operação, seus desafios de gestão e, claro sobre seus clientes.

Se o varejista busca tecnologias como softwares de gestão, automação do ponto de venda, beacons e afins, certamente já está estruturando (ou já tem) processos bem definidos e preparados para se organizar com exatidão para a data de descontos.

Isso porque, para oferecer uma experiência de compra realmente satisfatória, uma série de itens precisam estar prontos e preparados para a Black Friday.

O estoque deve estar preparado, tanto para a alta demanda de consumidores, quanto para aproveitar para esvaziar aquele produto que ficou parado.

Ter controle do estoque também ajuda no bom relacionamento com os fornecedores, que podem ser uma oportunidade para ter acesso a produtos com maior margem para descontos.

Seja no e-commerce ou em lojas físicas, a tecnologia pode ajudar a eliminar gargalos ou diminuir o tempo entre o início e a concretização da compra pelo cliente.

Servidores de hospedagem, suporte / treinamento e ERP precisam estar afinadíssimos para a sexta-feira mais esperada do ano.

Investir nessa estrutura, na verdade, é investir para o futuro da loja. Quem consegue encantar o cliente numa situação limite como a Black Friday, certamente não terá dificuldade para continuar encantando mesmo depois.

É por isso que automatizar processos das lojas é uma das etapas cruciais desse processo de investimento em modernização. Entenda neste texto sobre automação de varejo!

Conheça o SISPRO ERPD Cloud Varejo, a solução completa para a sua loja.