Segurança da informação: 3 motivos para investir na tecnologia
20751
post-template-default,single,single-post,postid-20751,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Segurança da informação: 3 motivos que mostram a importância de investir

por que investeir na segurança da informação

A necessidade do investimento em segurança da informação deve ser primária, se pararmos para pensar que as informações são o patrimônio do futuro para as empresas. E assegurar a integridade e proteção dos dados é crucial, tanto para o benefício próprio da empresa quanto à percepção do cliente.

Atuar também como um diferencial competitivo, desde que gerenciado constantemente, a fim de sempre contar com as ferramentas tecnológicas e métodos de segurança mais modernos e eficazes. Afinal, os ataques cibernéticos estão em constante evolução e ficar em seu encalço é o mínimo exigido.

Então, para te ajudar nessa jornada, desenvolvemos este conteúdo com o intuito de apresentar 3 motivos sobre a importância de investir em segurança da informação. Veja também como essa questão se relaciona com uma obrigatoriedade que está chegando!

Entenda os investimentos nacionais em segurança da informação

É complicado apontar a culpabilidade do aumento de ataques cibernéticos no Brasil. Isso porque, é de conhecimento geral que o brasileiro investe pouco tempo e atenção à segurança da informação, seja no uso doméstico ou empresarial, mas você sabia que esse cenário está mudando?

Principalmente quando falamos da segurança empresarial que, finalmente, passou a compreender como esse fator é crucial para sua manutenção e sucesso. Portanto, é por conta disso que os investimentos em cibersegurança aumentam em larga escala no país.

Por conseguinte, os métodos e aparatos mais buscados pelos empreendedores são soluções em antimalwares, segurança móvel, firewalls eficientes e proteção dos terminais de uso. Assim, essas e outras soluções foram responsáveis por um investimento de mais de US$90 bilhões apenas em 2018, valor somado entre todas as empresas.

3 motivos para te convencer da importância em investir na segurança da informação

Se você acredita que um aumento de mais de 90% em ciberataques é um sinal de alerta, então passou da hora de aplicar pesados investimentos na proteção do seu negócio.

1 – Processos munidos contra potenciais ataques

Nada melhor do que números para mostrar a situação alarmante da segurança no Brasil. Nesse sentido, a Symantec, empresa norte-americana responsável pelo conhecido Antivírus Norton, divulgou alguns dados atualizados referentes à cibersegurança:

  • O alvo dos ataques de Ramsonware (sequestro de dados) mudou do consumidor para as empresas, resultando no aumento de 12% de infecções;
  • As cadeias de suprimentos (supply chain) das empresas ainda são consideradas um alvo exposto e vulnerável com um aumento de ataques em mais de 70%;
  • Os ataques direcionados tiveram um ponto de origem muito específico, os dispositivos de IoT, quando não gerenciados se tornam vulneráveis.

O alvo dos ataques é muito explícito, ou seja, conseguir os dados das empresas o que implica diretamente em distintos fatores como: privacidade dos clientes e fornecedores, dados contábeis, aspectos sensíveis de transações financeiras, senhas etc.

Dessa maneira, é imprescindível contar com profissionais altamente capacitados para gerenciar uma infraestrutura, por exemplo. Sua presença alinhada ao sistema de gestão é a receita ideal para o sucesso da segurança da informação.

2 – Gerenciamento constante dos mecanismos de defesa

Antes de prosseguirmos, um ponto de destaque é a capacidade que as ferramentas têm para manter os mecanismos de defesa sempre ativos. Sendo assim, quando uma empresa investe na proteção dos dados, alguns aparatos a mantém constantemente protegida, veja alguns deles:

  • Antivírus: eficiente mecanismo em funcionamento ininterrupto;
  • Sistemas de Backups: recurso essencial para garantir a segurança e integridade de todos os dados;
  • Antimalwares: sistemas que eliminam a infecção por softwares maliciosos;
  •  Softwares para análise do tráfego: administra e promove o tráfego seguro da rede.

Essas ações, apesar de básicas, garantem maior segurança das informações, desde que adquiridas de forma lícita e de fornecedores confiáveis. E Isso abre margem para que novas tecnologias e infraestruturas sejam implementadas, resultando em um sólido composto tecnológico.

3 – Armazena com segurança todas as informações

Muito mais do que manter as informações seguras é o fator preservação. Isso porque, mesmo utilizando sistemas integrados de gestão, as informações referentes às negociações são devidamente registradas.

Portanto, tal recurso assegura que, não só os dados do empreendimento, mas também dos seus fornecedores e clientes, estejam devidamente resguardados. Nesse sentido, veja como investir na segurança da informação irá te auxiliar a partir de agosto de 2020.

Amplie a segurança da informação e promova o cumprimento da LGPD

Isso mesmo, a partir de agosto de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrará em vigor. E o principal objetivo dessa nova lei, sancionada em 14 de agosto de 2018, é trazer maior clareza na utilização e aplicação dos dados e informações das pessoas físicas, indiferente ao meio em que são utilizados.

Então, você consegue compreender agora como o investimento será uma mão na roda para as empresas?

Por meio de processos mais transparentes, seguros e íntegros, a LGPD será promovida com mais facilidade e assertividade. Mas se ainda não consegue assimilar tudo o que a LGPD representa, não tem problema, pois temos um post completo sobre o assunto, acesse e confira!

Tags: