Como um sistema de gestão pode ajudar na tomada de decisão? | SISPRO
9317
post-template-default,single,single-post,postid-9317,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Como um sistema de gestão pode ajudar na tomada de decisão?

Gestão Predial

Como você sabe, tomar decisões é rotina na vida de empreendedores, diretores e gestores. Por mais corriqueira que seja, decidir é sempre uma tarefa delicada, que exige estudo e cautela das lideranças. Afinal de contas, até as menores decisões impactam o rumo dos negócios.

Para que os gestores possam desenvolver seu processo decisório de forma segura, precisam de mais que boa percepção e experiência. Encontrar apoio em dados concretos e sistematizados é fundamental para corrigir erros, redirecionar estratégias e inspirar novas atitudes. É é aí que entra um bom sistema de gestão, criado especialmente para auxiliar os gestores na tomada de decisões. Quer descobrir como? Continue lendo!

O que é ERP?

ERP é a sigla em inglês para Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos Corporativos. Basicamente, trata-se de um programa de computador que busca integrar dados vindos de diferentes áreas da empresa em um único sistema de gestão. Por isso, ele é dividido em módulos em que são recolhidas informações específicas de cada área — vendas, estoque, RH, financeiro, entre outras. Esses dados podem ser compartilhados entre todos os departamentos.

Quais as suas vantagens?

Um sistema de gestão ERP coloca em único lugar todas as informações necessárias para que as lideranças tomem decisões estratégicas. Imagine que um certo produto do seu estoque esteja estragando com frequência. Com o ERP, você pode analisar qual quantidade do item foi vendida em um mês, quanto dele você recebeu do fornecedor, se ele foi exibido em alguma ação de marketing, entre outros detalhes. Você tem em mãos todo o ciclo de produção e venda da mercadoria para identificar a raiz do problema, de forma a adotar a ação apropriada para resolvê-lo.

Como mostrado neste exemplo simples, o ERP consegue coletar e articular uma imensidade de informações, que servem para que o gestor consiga apontar o caminho para a solução de um problema ou melhoria de algum processo. Tudo acontece com base em informações reais e atualizadas do negócio.

Como o ERP funciona?

O sistema de gestão integrada é construído sobre módulos. Isso faz com que o ERP se adapte facilmente ao tamanho da sua empresa. Quanto maior e mais complexo for o porte do negócio, mais módulos devem ser estabelecidos. Na contramão, quanto menor for a empresa, menos módulos serão necessários e os custos serão mais baixos. Assim, o ERP cabe no bolso de qualquer empresário!

Além disso, esse tipo de sistema faz mais do que coletar informações em massa e disponibilizá-las aos empresários. O ERP traduz todos os dados em gráficos, tabelas e relatórios de fácil leitura e entendimento, para não apenas qualificar a tomada de decisões, mas, sobretudo, agilizar o processo.

Por fim, vale ressaltar que sistema de gestão e avanço tecnológico andam juntos. Isso significa que os ERPs podem ser acessados por qualquer dispositivo ligado à internet — como celulares, tablets e notebooks. Tudo, é claro, sem abrir mão da segurança! Os dados são criptografados e é possível definir, de antemão, quais profissionais terão acesso à parte das informações da empresa ou a todo o seu conteúdo.

E então, gostou de saber um pouco mais sobre como a adoção de um sistema de gestão auxilia na tomada de decisões na sua empresa? Então compartilhe este post com seus colegas de trabalho e amigos nas redes sociais!