Alterações no eSocial e na EFD-Reinf: Qual o impacto na sua Empresa? | SISPRO
21035
post-template-default,single,single-post,postid-21035,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Alterações no eSocial e na EFD-Reinf: Qual o impacto na sua Empresa?

vantagens do sistema erp customizável

Você vem acompanhando nos últimos dias notícias, comentários e posições de profissionais da área privada e ligados ao Governo sobre alterações nas obrigações eSocial e na EFD-Reinf.

Baseada nessas notícias e publicações no site do e-SOCIAL, veja o que de fato está valendo até agora.

Sobre eSocial.

·         Em processo de finalização de sua tramitação no Congresso Nacional a Medida Provisória da Liberdade Econômica, MP-881/2019, teve incluído pelo relator, deputado Jerônimo Goergen, o artigo 62 que propõe a extinção do eSocial.

·         Por outro lado, o Governo Federal, através do secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, anunciou que o eSocial não será extinto e sim substituído por outros dois sistemas a partir de Janeiro de 2020: um para informações trabalhistas e previdenciárias e outro para dados tributários, da Receita Federal.

·         A prestação das informações dos eventos relativos à Saúde e Segurança do Trabalhador(SST) foi postergada para Janeiro de 2020.

·         A obrigatoriedade fixada para o 3º grupo referente as informações constantes dos eventos periódicos S-1200 a S-1300 do leiaute do eSocial também foi adiada para Janeiro de 2020.

Sobre a EFD-Reinf.

·         Foi publicado no site do Sped notícia de que as informações de interesse da Receita Federal que tratam de matéria tributária, que hoje estão no eSocial, migrarão para a EFD-Reinf, notadamente os eventos de elaboração da folha de pagamento.

·         Foi disponibilizado também no site do Sped nota sobre o adiamento da entrada em produção do “3º Grupo” na EFD-Reinf.

A SISPRO está atenta a todas as movimentações do governo, aguardando os desdobramentos para esclarecer tudo o que vai acontecer daqui para frente.

Nossa sugestão é que independentemente a qual grupo sua empresa pertença, por enquanto, é importante manter o preenchimento das informações dentro do calendário oficial.

Mesmo com a prorrogação do prazo para as empresas do 3º Grupo e outras mudanças, estas obrigações não deixaram de existir.

Quer se manter atualizado sobre este e outros assuntos da área fiscal ?

Acesse nosso blog: www.fiscalsispro.com.br