Endividamento empresarial: 5 passos para enfrentar dívidas empresariais
21357
post-template-default,single,single-post,postid-21357,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Endividamento empresarial: 5 passos para enfrentar dívidas empresariais

como lidar com o endividamento empresarial

Mesmo o gestor mais cuidadoso pode enfrentar o endividamento empresarial em algum momento. E essa situação é mais comum do que se imagina, gerando problemas graves e até mesmo a falência das empresas.

Que o endividamento é uma situação que a sua empresa precisa resolver o quanto antes, provavelmente você já sabe. A grande questão, é: como reduzir as dívidas empresariais ainda hoje? E, de fato, apesar de cada dívida ser um caso em particular, existem algumas etapas que o negócio pode aplicar para enfrentá-la.

Quer entender o que você precisa fazer para reduzir o endividamento empresarial e aumentar a lucratividade do seu negócio? Continue lendo e confira!

1. Descubra as causas do endividamento 

Enfrentar as causas do endividamento é fundamental, principalmente se você não quer que as dívidas voltem no futuro. Falta de planejamento, gerência ineficiente de estoque e outros tipos de problemas podem estar fazendo a sua empresa perder dinheiro sem perceber, o que também contribui para as dívidas.

Por isso, o seu primeiro passo é identificar exatamente o que provocou as dívidas. Na maioria das vezes, elas são provocadas por uma sequência de más decisões e problemas internos. Faça uma auditoria completa de todos os setores da empresa, além de analisar o histórico dos meses anteriores à dívida. 

2. Tenha um plano de redução de custos 

O modo mais simples de resolver o endividamento empresarial é através da redução de custos. Economizar em alguns setores da empresa é uma maneira de conseguir mais verba para pagar a dívida sem comprometer tanto o orçamento da empresa.

E, acredite, nem sempre é necessário cortar funcionários ou investimentos. Aumentar a eficiência do setor de estoque, por exemplo, pode ajudar você a reduzir custos com a perda de produtos. Economizar no uso de papel e copos plásticos são outras maneiras que também podem render economia.

O ideal é que você coloque tudo isso em um plano, se baseando em dados. Ter dados concretos sobre o estoque da empresa, nesse caso específico, é importante para entender se há maneiras de reduzir custos nesse setor.

E isso vale para todos os outros. Quanto mais informações você tiver sobre o funcionamento de cada espaço da empresa, maiores as chances de encontrar soluções criativas para a redução.

3. Use um software de gestão a seu favor 

Um software de gestão completo, como o SISPRO ERP, pode ser um grande aliado da sua empresa nesse momento. E se ele for integrado com soluções de BI, as possibilidades de você encontrar boas soluções para sair do endividamento empresarial são ainda maiores.

Isso porque o software ajuda você a integrar os dados e informações de todos os setores. Além disso, o acesso facilitado à esses dados e todas as informações financeiras da empresa são um bem valioso para o gestor.

Use todo o poder da análise de dados a favor do negócio. Esses dados podem ajudar você a aumentar as vendas e as receitas, dando um fôlego para enfrentar as dívidas. 

4. Negocie o pagamento das dívidas

Um grande problema do endividamento empresarial está no aumento substancial das dívidas por causa do juros. Alguns empresários também cometem o erro de pegar empréstimos com juros maiores para pagar dívidas antigas, aumentando ainda mais o valor devido, ao invés de reduzi-lo.

O passo mais importante para se livrar das dívidas é renegociar o pagamento das mesmas. Fazer acordos com a empresa, procurando um parcelamento da dívida e prazos de pagamento maior, é a melhor solução. Mas, cuidado: avalie o valor das parcelas com cuidado, para não acabar entrando em outro ciclo de endividamento.

Confira se o valor da parcela é acessível para o orçamento da sua empresa. Se a lucratividade vai ser muito afetada por causa dessa parcela, então o melhor é que tente um prazo maior de pagamento com parcelas ainda menores. 

5. Melhore a gestão tributária da empresa com o SISPRO TAX

Uma boa gestão tributária é necessidade de qualquer negócio. Mas se a sua empresa está endividada, a gestão de tributos é ainda mais essencial, e será parte importante para conseguir se livrar das dívidas.

Muitas empresas acabam gastando mais do que devem, de fato, com tributos, e não percebem. Por isso, é importante que o planejamento tributário inclua a análise de dados de todos os tributos pagos, identificação de incentivos fiscais e outros pontos.

Nesse sentido, a tecnologia também pode ajudar o seu negócio. Optar por um sistema como o SISPRO TAX garante que você faça toda a gestão e cálculo tributário de forma prática e automática. E o melhor: tudo é feito com a utilização de dados atualizados e sem erros de cálculo, aposentando de vez as múltiplas planilhas, que provocam perda de informação.

A automação da gestão tributária ajuda não só a sua empresa a reduzir erros, mas também a se concentrar em tarefas mais estratégicas, utilizando melhor o tempo de trabalho dos colaboradores. Além disso, o SISPRO TAX funciona de forma personalizada, se adaptando aos processos de sua empresa. 

Com essas dicas, se livrar do endividamento empresarial será muito mais fácil! Se você gostou do conteúdo, e deseja descobrir ainda mais sobre gestão financeira de resultados, nos acompanhe nas redes sociais e tenha acesso a muito mais dicas sobre!