A nova forma de precificação do varejo e suas consequências - SISPRO
4110
post-template-default,single,single-post,postid-4110,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-23911
 
Blog

A nova forma de precificação do varejo e suas consequências

Recentemente o e-commerce vem colocando uma “nova prática” na precificação de seus produtos, principalmente quando falamos da divulgação de seu portfólio em ambiente externo do seu site.

Cada vez mais podemos visualizar varejistas divulgando o preço à vista em seus produtos. Trabalhar e “manipular” a representatividade da sua venda por cada bandeira e forma de pagamento em seu site, deve ser compromisso no dia-dia de cada gestor. Entre taxas e mais taxas, impostos e mais impostos, o preço final mais vantajoso ao consumidor por forma de pagamento acaba sendo o “preço à vista” (débito automático) ou o preço por boleto.

Por esta condição apresentar o menor preço, muitos players do mercado estão aderindo à prática de ofertar este preço em suas peças de mídias internas e externas. Só que dentro deste cenário, temos algumas consequências vantajosas e problemáticas. Vamos a elas:

A divulgação nas mídias externas através desta premissa, deve proporcionar bons ganhos, principalmente em mídias onde a característica do menor preço é fundamental para a boa divulgação da loja, como o canal comparadores. Sua loja certamente irá aparecer entre as primeiras quando filtrada por menor preço, e com certeza receberá mais cliques do que a média até então, atingindo novos usuários.

Entretanto, se a interface de seu site não estiver preparada para receber este tráfego, todo seu planejamento estratégico de ações e investimento de mídia será em vão, isto porque a maioria das plataformas não mostra as diversas formas de pagamento na página de descrição do produto. É preciso conciliar a estratégia de divulgação de mídia com a prática da ação em todos os fatores comerciais, caso contrário, as reclamações com relação ao seu site irão evoluir em uma curva ascendente e seu departamento de SAC terá que trabalha em dobro.

Quando falamos das ações internas, o sucesso da conversão está aliado à mesma premissa. Ao divulgar o preço à vista por e-mail, nas páginas internas do site, hotsite, entre outros, o usuário deve ser direcionado a página de descrição do produto onde possa visualizar o preço ofertado.

Como ganhos elegíveis no cenário macro, podemos apontar que através desta prática, pode-se aumentar o fluxo de caixa do seu negócio exponencialmente. Além de proporcionar a captação de leads e usuários novos ao seu site.

A perda macro vai se concentrar na reserva de estoque e possível queda na taxa de conversão entre vendas faturadas e captadas. Com impacto no estoque, isto porque muitas vendas serão “fechadas” através de boletos, reservando o estoque por um bom tempo, e também afetando a conversão porque as compras por impulso irão aumentar e nem sempre o usuário conclui a compra, “sujando” o resultado da sua conversão.

Notamos que a boa prática com relação a precificação de produtos não está sendo realizada por boa parte dos sites de e-commerce, comprometendo assim os melhores resultados. Simplesmente alterar uma prática comercial ou uma forma diferenciada de divulgação, requer bem mais do que coragem de “virar o botão”, requer o planejamento de uma ação com sinergia e bem estruturada.

Fonte: www.ecommercebrasil.com.br – 03/09/14