SISPRO oferece SPED no Biro | SISPRO
1102
post-template-default,single,single-post,postid-1102,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

SISPRO oferece SPED no Biro

Serviço garante que as empresas possam cumprir os prazos de entrega dos documentos fiscais sem correria e nos prazos estabelecidos.

A SISPRO, empresa de software e serviços de TI, visando atender às empresas que ainda não possuem solução de TI para atender à demanda do SPED, anuncia o Birô do SPED, pacote de serviços que permite o manuseio, validação e envio das informações fiscais do SPED para o Fisco nos prazos estabelecidos pelas autoridades fiscais.

Faz parte do Birô do SPED da SISPRO um conjunto de serviços de consultoria adequado às necessidades das empresas, independente do seu porte e do ramo de atividade. Uma equipe de consultores da SISPRO indicará à empresa interessada no serviço quais informações deverão ser extraídos de seu ERP (software de gestão) para a importação na solução SISPRO SPED, que ficará responsável por processar a documentação e realizar a geração e validação dos arquivos a serem enviados para a Receita Federal, através do PVA (Programa de Validação e Assinatura da Receita Federal).

O Birô do SPED da SISPRO, além de eliminar a necessidade da compra de sistema específico para esta tarefa, possibilita a redução de investimento em software e hardware, em treinamento de equipe e reduz o tempo que envolve o SPED em até 60%.

“A ausência de gestão que oferecem a capacidade de realizar as atividades relacionadas ao SPED pode acarretar grandes problemas para as empresas quando não se encontra uma alternativa viável”, comenta Lourival Vieira, diretor da SISPRO. “Os serviços de um birô pode ser a solução se ele possui a tecnologia adequada e necessária para garantir o tratamento e a segurança das informações que serão enviadas ao Fisco. Com o Birô do SPED, estamos, também, oferecendo uma alternativa para que as empresas possam evitar vários problemas de âmbito legal e fiscal, caso não consigam atender aos prazos estabelecidos”, acrescenta o executivo.