RFID é incorporada aos serviços de inventário patrimonial da SISPRO | SISPRO
1013
post-template-default,single,single-post,postid-1013,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

RFID é incorporada aos serviços de inventário patrimonial da SISPRO

Reorganização dos bens patrimoniais incluem tags de Identificação por Radiofreqüência para garantir segurança e maior controle da gestão dos ativos imobilizados.

A Sispro – Serviços e Tecnologia para Administração e Finanças, acaba de liberar novas funcionalidades do Sispro Patrimônio e de seus serviços de inventário patrimonial a partir da inclusão da RFID (Radio-Frequency IDentification). O objetivo é garantir às empresas maior controle e segurança na automação e gestão dos ativos físicos a partir de uma tecnologia que vem tendo grande aceitação e utilização em vários segmentos da economia.

A RFID é um método de identificação automática através de sinais de rádiofrequencia que permite armazenar e recuperar dados remotamente através de dispositivos denominados etiquetas RFID, as chamada tags, que podem ser colocadas em um equipamento (ativo), roupa (uniforme) de um funcionário, animal, embalagens de produto entre outros. As informações incluídas nas tags podem ser enviadas a sistemas inteligentes de gestão, como o Sispro Patrimônio para que as empresas possam obter melhores resultados na gestão de seus ativos. No caso dos serviços de inventário da Sispro, as tags são instaladas em todo ou em parte do ativo físico e integrado aos sistemas de patrimônio da empresa.

Segundo Lourival Vieira, diretor de Marketing da Sispro, a nova capacidade do sistema e dos serviços visa atender a uma crescente demanda do mercado pela utilização da tags RFID na gestão patrimonial. “Desta forma, fica mais fácil monitorar o andamento dos estoques e dos ativos, facilitando os serviços de inventário”, afirma o executivo. “Quanto maior é o estoque patrimonial de uma empresa, maior será o beneficio oferecidos pelas tags. Mas, as pequenas e médias empresas já se deram conta disso e caminham para adotar a tecnologia para manter seus ativos sob controle”, ressalta.

O executivo explica que o serviço de inventário patrimonial da Sispro é realizado a partir de processos e metodologias próprias e de acordo com as necessidades de cada empresa, levando em conta seu porte e área de atuação. A revisão de processos e rotinas são destacados e levam em conta a garantia da integração com sistema patrimonial existente com os demais sistemas de gestão legados, que possuam algum envolvimento com o patrimônio. “A definição da política de identificação e cadastramento dos bens é definida previamente e a equipe de consultores da Sispro será destacada para tocar o projeto”, destaca Vieira.

No caso do Sispro Patrimônio, Vieira explica que o sistema possui uma equipe de analistas e de desenvolvimento que fazem com que ele se mantenha atualizado para acompanhar a evolução das demandas de mercado e exigências da legislação no Brasil. No caso do uso da RFID, explica o executivo, o sistema possui a capacidade de receber e controlar as informações enviadas pelas tags no momento que elas são capturadas pela equipe que realiza o inventário. Desta forma, o sistema pode manter os dados atualizados, de forma confiável. “A cada nova etapa do inventário, o sistema pode realizar a integração com os sistemas legados a partir da parametrização das tarefas e processos”, afirma.