Outsourcing é alternativa para a falta de mão de obra especializada para o SPED | SISPRO
1055
post-template-default,single,single-post,postid-1055,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Outsourcing é alternativa para a falta de mão de obra especializada para o SPED

Sistemas de gestão sem a capacidade tecnológica também contribuem para o cenário desfavorável

As obrigações impostas pelo SPED colocaram as empresas de todos os segmentos em “estado de alerta” quanto aos prazos de entrega dos arquivos digitais exigidos pelo Fisco. Além da necessidade de atualização de seus sistemas de gestão, os problemas que elas enfrentam hoje incluem também a necessidade de se garantir a qualificação e atualização profissional das equipes envolvidas nos projetos da escrituração contábil e fiscal.

Para garantir que os projetos sejam entregues nos prazos estabelecidos pela Receita Federal, muitas empresas estão optando pela terceirização de serviços como alternativa à falta de mão de obra em número suficiente e qualificada para executar todas as tarefas relacionadas ao SPED. Atenta a esta movimentação das empresas, a SISPRO – Serviços e Tecnologia para Administração e Finanças investe na oferta de Outsourcing do SPED, que inclui um pacote de serviços de consultoria e execução de todas as etapas da escrituração digital o SPED para que as empresas não enfrentem problemas com o Fisco.

Segundo Lourival Vieira, diretor de Marketing da SISPRO, existe uma grande preocupação no mercado relacionada aos prazos que o Fisco deixou para as empresas cumprirem suas obrigações contábeis e fiscais. “E são dois os principais fatores que contribuem para que o cenário seja desfavorável: a falta de atualização dos sistemas de gestão e a deficiência na capacitação e atualização das equipes envolvidas nos projetos do SPED”, afirma o executivo. Segundo ele, a situação se complica porque o volume de informações a serem gerenciadas e tratadas é muito grande e nem sempre as empresas estão com a infraestrutura tecnológica e de pessoal atualizadas para atender a esta grande demanda. É por isso que o Outsourcing do SPED se apresenta como alternativa viável para as empresas, independente de seu porte e especificidade contábil e fiscal”.

O executivo lista as principais obrigações do SPED para justificar o Outsourcing como alternativa de trabalho: Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), Escrituração Contábil Digital (ECD), Escrituração Fiscal Digital do ICMS/IPI (EFD-ICMS/IPI), Escrituração Fiscal Digital das Contribuições PIS/Cofins (EFD-PIS/Cofins), Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), Livro Eletrônico de Apuração do Lucro Real (e-Lalur), Controle Fiscal Contábil de Transição (FCONT), entre outras exigências. “Sem contar que as muitas empresas estão com maior dificuldade para conseguir acompanhar a adequação contábil à IFRS (International Financial Reporting Standards), por exemplo, quando se trata da adequação dos balanços patrimoniais às novas regras”, ressalta.

“O conhecimento sobre o SPED também vai além das novas regras e, inclusive, direito tributário, gestão de processos, qualidade dos dados, entre outros aspectos. Aqui na SISPRO temos uma equipe totalmente dedicada a acompanhar as novas mudanças, o que também envolve a participação de outra área da empresa: a de desenvolvimento, porque é necessário que as ferramentas de gestão e serviços de outsourcing que oferecemos ao mercado possam acompanhar este processo. Acreditamos que a nossa oferta de Outsourcing do SPED é viável para estas empresas que encontram dificuldades de infraestrutura de TI e de pessoal”.

Os serviços de Outsourcing do SPED da SISPRO inclui a preparação, validação e envio das informações contábeis para o Fisco, segundo a legislação e inclui a guarda dos arquivos gerados no data center da SISPRO.