Como o BI influencia os resultados das empresas do setor moveleiro? | SISPRO
4225
post-template-default,single,single-post,postid-4225,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Como o BI influencia os resultados das empresas do setor moveleiro?

Tendo em vista que a Sadig, consultoria especializada em Business Intelligence (BI), atende a grandes indústrias moveleiras, o Portal eMóbile convidou Moacir Pogorelsky, presidente da empresa, para comentar sobre como o sistema pode influenciar os resultados do setor moveleiro. Segundo Pogorelsky, o BI pode ajudar a melhorar os resultados de uma indústria moveleira indicando, por exemplo, uso de matérias-primas com valores mais adequados, considerando custo, prazo de pagamento, despesas com frete, nível de manutenção, grau de reclamações, além de ajudar a decisão de manter revendedores ou abrir lojas com marca própria. “A razão do sucesso ou do insucesso na implantação de um projeto de BI, dependo muito mais do comprometimento das pessoas envolvidas do que no software ou no hardware escolhidos”, destaca Pogorelsky.

A Sadig conceitua Business Intelligence como um conjunto de ferramentas (hardware e software) e processos (de implantação e operação) que permitem capturar, relacionar e analisar dados, potencialmente relevantes para o negócio e gerar informações que permitam aos gestores, de todos os níveis organizacionais, tomarem decisões mais rápidas e mais precisas.

Portal eMóbile – Na sua opinião, quais são os dados críticos do negócio produção de móveis?

Moacir Pogorelsky – Depende do modelo de negócio da empresa. Numa indústria na qual os produtos são do tipo commodity e o preço de venda é definido pelo mercado, informações adequadas sobre custos de produção são fundamentais, pois eles definirão a rentabilidade. Além da produção, informações sobre a comercialização e logística (volumes e rentabilidades das vendas por canais, produtos, regiões etc. e estoques e fretes) são também informações muito importantes.

Portal eMóbile – Que processos podem ser melhorados a partir da aplicação do sistema de BI?

Moacir Pogorelsky – Podemos dizer que a implantação adequada do BI racionalizará o trabalho de praticamente todas as áreas da organização. Com o BI, os gestores das áreas abandonarão o papel de preparadores de informações e passarão a utilizar os seus tempos em atividades mais nobres, analisando informações e tomando decisões. Outra área que tem os processos melhorados e o trabalho operacional reduzido é a própria área de TI que deixará de receber solicitações das áreas para o desenvolvimento de relatórios, consultas em telas, gráficos, exportadores de dados para planilhas departamentais etc..

Portal eMóbile – O que é preciso para se implementar um sistema de Business Intelligence em uma indústria?

Moacir Pogorelsky – Além da consciência da necessidade e da disponibilidade de recursos financeiros para a contratação dos produtos e serviços envolvidos, é imperiosa a existência de “patrocínio” da alta gestão da organização. Sem esse “patrocínio” o projeto de BI tem alta probabilidade de insucesso.

Portal eMóbile – Há algum melhor momento na trajetória da empresa para que isso seja feito?

Moacir Pogorelsky – É possível implantar o BI utilizando-se de dados provenientes de planilhas eletrônicas e da web. Mas os resultados serão melhores se a implantação do BI for realizada no momento em que a organização já tiver um sistema ERP (automatização dos processos operacionais) implantado.

Portal eMóbile – Quais dicas você daria para uma empresa que ainda não possui um sistema de BI?

Moacir Pogorelsky – Planeje “o todo”, mas implante “em partes”. Dessa forma os resultados aparecerão mais rapidamente, o projeto ganhará aliados e o investimento poderá será gradual.

Portal eMóbile – Quanto tempo é necessário para se colher os resultados e qual é o investimento necessário?

Moacir Pogorelsky – O prazo para que se obtenha os primeiros resultados depende diretamente da complexidade do projeto e da metodologia de implantação da ferramenta selecionada e o investimento depende diretamente da abrangência do projeto e também da ferramenta de software selecionada. Podemos falar apenas da realidade da Sadig. Para nós, um projeto para implantação de um BI na área comercial de uma empresa apresentaria resultados em menos de um mês e exigiria um investimento, considerando apenas software e serviços, entre R$ 20 e R$ 30 mil.

A Sadig é sediada em Montenegro (RS) e tem filiais em Porto Alegre, São Bernardo do Campo (SP) e Hyderabad, na Índia. Entre os serviços ofertados estão, desenvolvimento de modelos gerenciais; consultoria para a implantação do Sadig; treinamento para administradores e usuários e assessoria técnica.

08/08/2013 – Fonte: Portal emobile