Fintechs brasileiras: entenda o crescimento recente
17976
post-template-default,single,single-post,postid-17976,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Entenda o crescimento das Fintechs brasileiras

Somente quem evita filas de bancos ou lotéricas compreende o importante papel da mobilidade financeira. Cada vez mais o consumidor busca a facilidade no consumo e principalmente, a rapidez na solução de suas necessidades e é nesse contexto em que as fintechs brasileiras aparecem.

Termo que ainda necessita de mais familiarização para o consumidor mostra resultados expressivos. Atuando como a junção de dois conceitos que envolvem serviços financeiros e tecnologia (financial + technology) surgiu o termo “Fintech”.

São empresas que promovem diferentes serviços financeiros utilizando as mais recentes tecnologias. Seja na análise de dados ou na oferta de serviços mais facilitados, essas startups financeiras facilitam as barreiras para o consumidor final.

Compreenda um pouco mais do crescimento exponencial das fintechs brasileiras e saiba os motivos que promovem tamanho sucesso. Confira!

Fintechs como resultado da demanda atual

Um dos principais responsáveis pelo impulsionamento e alavancagem dessas empresas é o próprio modelo das empresas convencionais. Por prestarem os mesmos serviços sem aparente inovação ou mesmo renovação, acabaram viabilizando a atuação desse formato de negócio.

Como sabemos, o mercado atual está cada vez mais veloz a ponto de exigir uma resposta a altura por parte dos consumidores. Considerando a velocidade com que tudo acontece, quase ninguém tem mais tempo para perder tempo em filas, seja para pagar uma conta ou realizar um empréstimo.

Essa necessidade foi exatamente o combustível que permitiu o desenvolvimento dessas prestadoras de serviços financeiros. De acordo com o Citibank, de 2010 a 2015, houve um crescimento de mais de 70% de investimento global destinado às fintechs.

Nessa corrida pela adequação certeira quem sai na frente é a China, que é o principal líder neste tipo de transação. Portanto, quando o assunto é fintech e a demanda vigente, podemos esperar expressivo crescimento do setor.

Entenda o posicionamento do cliente

compreenda o crescimento das fintechs no Brasil

Quando se fala em jornada do cliente, essas empresas representam um aspecto essencial. Isso porque, por meio da análise de dados e de comportamento, elas posicionam os clientes de forma central, a fim de proporcionar maior tomada de decisão.

Porém, quando comparadas às instituições financeiras tradicionais como os bancos, os clientes tendem a confiar mais no modelo tradicional. Grande parte dessa “desconfiança” reside no fato de que as fintechs acabam não promovendo um modelo de negócio financeiro estável ou mesmo viável.

Para efetivar a presença e estimular a confiança, empresas especialistas nesse tipo de análise julgam necessários alguns procedimentos e comportamentos, tais como:

  • Elaboração de um ecossistema efetivo em parceria;
  • Estimular a colaboração entre modelos de negócios;
  • Gerar maior agilidade nessa colaboração;
  • Promover a cultura interna adequada às diretrizes implementadas.

4 motivos para o sucesso das startups financeiras

1 – Os descomunais juros brasileiros

Através da promoção de um modelo disruptivo, as fintechs brasileiras têm tudo para crescer a cada dia. Isso porque, aprendemos na prática aqui no Brasil que pagamos os maiores juros do mundo.

Compelindo o orçamento familiar ao extremo, pois os juros dos cartões de crédito e cheques especiais são exorbitantes, temos o ambiente completamente favorável ao sucesso das startups financeiras.

2 – Popularização do fator digital

A não ser que você precise conversar diretamente com o gerente do seu banco, não existe mais necessidade de se deslocar a uma agência física. Afinal, seja em uma transferência ou pagamento de boleto, é possível solucionar tudo do conforto de casa.

Estudos recentes apontam que o brasileiro passa em média mais de 4 horas diárias em seu smartphone. Esse cenário possibilita maior atuação digital o que amplia o campo de ação de empresas que se baseiam na tecnologia.

Apenas em 2015, o brasileiro movimentou digitalmente, ou seja, em internet banking, por exemplo, um valor aproximado de 1 trilhão de reais. Apesar do alto número ainda é pouco, pois isso simboliza apenas 1 terço do total de transações feitas.

3 – Expertise nos serviços ofertados

Diferentemente das instituições tradicionais, onde oferecem diferentes serviços e produtos, as fintechs mantêm um foco específico. Além da formação específica dos profissionais existe ainda maior qualidade no que ofertam.

Vamos assumir que você está em um supermercado, onde há produtos desenvolvidos pela própria equipe daquele estabelecimento.

Nesse cenário você está em busca de um queijo específico para a sua receita e, portanto, precisa de qualidade. Agora, você escolheria o queijo com a marca do supermercado ou aquele da marca que é referência no mercado e possui experiência na produção do queijo?

O banco tradicional está representado como o produto feito pelo supermercado e a fintech pelo produto criado pela marca experiente. Logo, com uma equipe reduzida, mas focada no desenvolvimento adequado a entrega de um serviço com maior qualidade é garantida.

4 – Viabiliza e entrega de experiências customizadas

Além do posicionamento ou como é conhecido “Branding” que é estimular a intimidade com seus clientes, as fintechs buscam oferecer experiências únicas e personalizadas.

Utilizando um conceito conhecido como “Lean Startup” é possível, por meio de inúmeros testes e tentativas de acerto e erro, encontrar o equilíbrio e calibrar as ideias de acordo com as necessidades dos clientes.

Um diferencial que garante maior oportunidade de sucesso é a constante busca por lidar com as individualidades de cada cliente. Isso cria um laço único com o consumidor, laço esse dificilmente encontrado em outro empreendimento que preste o mesmo serviço.

O que você acha das Fintechs agora? Acredita que se trata de um modelo de empresa que veio para ficar? Esperamos ter ajudado a responder parte dessas dúvidas!