Setor de RH: por que desenvolver baseado em dados
17931
post-template-default,single,single-post,postid-17931,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Por que desenvolver um setor de RH guiado por dados?

A tecnologia é uma constante nas empresas atuais e um departamento específico tem feito grande utilização desse recurso. Também conhecido como People Analytics, vemos o setor de RH cada vez mais baseado na análise de dados.

Em face do massivo fluxo de informações que os processos das empresas geram, é fundamental obter as estratégias e ferramentas adequadas. Essa adaptação proporciona melhor posicionamento estratégico, bem como tomada de decisão mais certeira.

Para que sua empresa possa colher os benefícios dessa inovação elaboramos esse conteúdo. Descubra porque o setor de RH da sua empresa deve ser guiado por dados e qual a melhor forma para tornar isso uma realidade, acompanhe mais a seguir!

Qual a premissa do setor de RH guiado por dados

Em poucas palavras, podemos definir essa metodologia como uma estratégia baseada na análise de dados coletados, a fim de compreender o padrão comportamental daqueles que integram um ambiente de trabalho.

Essa demanda objetiva alguns aspectos específicos como:

  • Definir o comportamento dos integrantes da organização;
  • Idealizar futuras tendências;
  • Diferenciar e identificar os arquétipos formadores da cultura organizacional;
  • Antecipar cenários futuros;
  • Ampliar os ganhos com produtividade e efetividade.

Essa metodologia não é exatamente nova, mas apenas a tecnologia atual proporcionou sua evolução. O maior responsável, se não o único, é o Google, pois ofereceu técnicas e métodos de análise às empresas.

Com as ferramentas adequadas foi possível analisar e encontrar o ponto de equilíbrio no recrutamento de novos colaboradores. O resultado foi maior assertividade na mensuração do engajamento e motivação daqueles que já faziam parte da organização.

Munidos de dados e com a análise em dia, os gestores passaram a atuar onde realmente fosse preciso. Portanto, é dessa forma que o setor de RH baseado em dados funciona, ou seja, busca nas informações o melhor direcionamento para ações imediatas.

Entenda como os dados otimizam a tomada de decisão

Setor de RH baseado em dados

Embora pareça algo complicado de realizar em um ambiente de trabalho corrido, é essencial e traz resultados. Essa é uma das razões pela qual vemos poucas empresas utilizando esse recurso.

Podemos elencar alguns outros objetivos que incentivam a implementação desse direcionamento, tais como:

  • Otimizar processos seletivos e aprimorar o recrutamento;
  • Melhor definição da remuneração apropriada;
  • Medição dos níveis de desempenho individual e em grupo;
  • Melhora na ordenação da carga e força de trabalho;
  • Ampliação da retenção de talentos.

Qualquer empresa pode adotar um setor de RH baseado em dados para atender um gargalo distinto. Todavia, há a questão da tomada de decisão, que agora passa a ser mais assertiva e caminha lado a lado à eliminação das incertezas.

Como fazer uso dos dados de forma assertiva

Embora imprescindível para o RH que busca sempre fomentar o melhor ambiente de trabalho, os dados em sua forma pura acabam não surtindo efeito. Sendo assim, é essencial dividir esse processo em algumas etapas específicas.

Afinal, cada demanda cria gargalos específicos que requerem ações modeladas para atingir um propósito. Acompanhe!

Recolhimento dos dados

Se existe uma ação tão importante como coletar os dados, é executar a coleta da melhor maneira possível. Essa etapa consiste na aquisição de informações que apresentem mais do que apenas o desempenho individual, ou seja, mostrem as características do processo por completo.

Esse direcionamento ajuda na compreensão aprofundada, pois permite visualizar quais são os motivadores que levaram o colaborador a tomar determinada medida em uma situação.

Definição das principais métricas

Logo após a definição inicial do processo é primordial realizar a calibração dos dados com as métricas estipuladas. Quando empregada da forma correta essa calibragem proporciona conhecimento sobre o direcionamento tomado inicialmente.

Interpretação e adequação das informações

Uma vez feita a coleta e definidas as métricas é o momento de determinar a correlação entre os dados, a fim de estipular a parcela de influência sobre os indicadores.

Vamos supor o seguinte cenário: em uma análise de dados como essa um dos objetivos é identificar possíveis candidatos que obtiveram melhores resultados nos processos seletivos, com o intuito de mensurar o desempenho e apontar a efetividade quando executando suas funções profissionais.

Contudo, essa análise exige imparcialidade, uma vez que nem sempre os resultados refletem a realidade, pois em determinado momento aquele profissional pode ter sofrido influência de um benefício proposto naquele período.

Suposição de circunstâncias

Essa última etapa nos mostra que, apesar dos objetivos cambiarem de acordo com as necessidades, o RH guiado por dados tem como propósito maior antecipar possíveis cenários.

Logo, fica mais simplificado enxergar qual seria o melhor perfil de profissional que atenderia as especificações do cargo. Assim, antes que o novo colaborador fosse contratado a empresa já saberia o que procura.

Setor de RH baseado em dados: principal vantagem

Quando o setor de RH faz parte de uma gestão de pessoas voltada à promoção de um ambiente de trabalho competitivo, porém engajador, a empresa arca com um benefício importante.

O maior benefício é a redução de recursos financeiros e consequente economia de recurso humano. Para engrandecer ainda mais esse conteúdo com informações que irão ampliar seu leque de conhecimento, vamos tomar outro exemplo.

O Google, em busca de aprimorar seu processo seletivo e recrutamento, elevou sua análise de dados a outro patamar.

Afim de conhecer a quantidade exata de entrevistas precisas para oferecer ou não uma oferta de trabalho, a empresa executou a seguinte ação: analisaram mais de cinco anos de entrevistas de empregos e chegaram a uma conclusão importante.

Em aproximadamente 86% dos eventos bastam apenas 4 entrevistas para responder tal pergunta. Conseguiu compreender a importância de realizar a análise de dados apropriada?

Além de encurtar o tempo na obtenção de resultados com as estratégias, a empresa passa a gastar menos recursos. Esperamos ter apresentado alguns fatos que mostram o porquê de implementar um setor de RH guiado por dados!