O negociador moderno nas tomadas de decisões | SISPRO
7820
post-template-default,single,single-post,postid-7820,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

O negociador moderno nas tomadas de decisões

Estrada Tomada de Decisão SISPRO Blog ERP

Sabe-se que toda negociação é um processo, não importa qual o tamanho da sua relevância. Todo processo precisa de uma preparação, é necessário uma captação de informações para um melhor desenvolvimento de uma reunião e finalmente chegar a um acordo final, sendo assim, a preparação informacional é o estopim para o decorrerde uma plenária, esta sim, seria uma forma mais coerente para se passar confiança e destreza evitando dúvidas, suposições ou o apelo para a intuição. Lembrando que não é apenas o negociador que detém de informações importantes, aqueles que possuem uma menor autoridade hierárquica na organização também podem ser muito úteis para um absorvimento de uma análise de dados que podem ser cruciais para um acordo final.

Conheça o seu oponente, saiba de seus interesses mais relevantes, seu estilo de negociar, enfim, quanto mais souber de sua qualidade profissional, melhor e mais fácil será seu enfrentamento, mas saiba até onde sua ótica crítica irá te ajudar, já que ao mesmo tempo pode ser útil ou devido ao excesso pode se tornar um ponto negativo. Negociar não significa conseguir fazer com que o outro faça aquilo que te convém, negociar é usar do seu poder de persuação para convencer que o seu produto/serviço pode satisfazer a necessidade de outrem, é uma troca de realização de interesses.

O aperfeiçoamento será desenvolvido a cada negociação, independentemente do seu resultado, aprende-se com perdas e ganhos e através das perdas pode-se fazer um raio-X nos pontos fracos e evitar contínuos equívocos. Atualmente há vários métodos fáceis e mais convenientes de se preparar para uma negociação, a internet é um exemplo de que a facilidade para obter informações hoje em dia é mais simples e rápida, entretanto, nada melhor do que o contato presencial para uma melhor desenvoltura.

Características de um bom negociador

Os resultados obtidos no final de uma negociação dependem do profissional que está à frente dos conflitos enfrentados, se ele está preparado ou se tem a preocupação de passar a imagem certa para o outro, ter percepção pessoal e profissional de seu opositor, sabendo que a importância de ouvir é muitas vezes crucial para demonstrar um interesse maior, o profissional preparado crê em suas habilidades sem falhar com sua confiança, sem deixar de levar em consideração a satisfação da outra parte envolvida. Entretanto, há modos de ações que não devem ser utilizadas nas novas formas de negociar; a intimidação; a improvisação; a manipulação; e colocar o outro em posição de inferioridade. Segundo Kohut, a exposição de um indivíduo sobre os seus sentimentos, motivações e desejos podem ajuda-los a tornar-se um negociador mais efetivo, pois sentimentos são muito poderosos e não permanecem escondidos por muito tempo. Vemos a necessidade de estarmos sempre atualizados no business world, nas novas normas que prescrevem a importância de um modo mais coerente e sensato de agir.

Tomada de decisões

Antes de qualquer tomada de decisão, há um processo a ser cumprido para que não haja nenhum equívoco ou antecipação na hora de implementar a alternativa escolhida, seria este o rumo certo antes da tomada de decisão: Identificar o problema, desenvolver as opções disponíveis, escolher a melhor alternativa e implementá-la, gerando o feedback, apesar de saber-se que não há nenhuma escolha perfeita que elimine totalmente os riscos, entende-se que na escolha da alternativa há uma exclusão mútua de opções, sendo apenas uma implementada.

Modelos de decisão

Analisar, pesquisar e planejar são características de um negociador racional que preza pela busca de informações, o porquê fazer e quando fazer, ao contrário daquele que age pela intuição à primeira vista, que não analisa bem a situação atual e a decisão que tem que tomar. Improvisação é uma falha comum em algumas empresas, talvez a pressa, a displicência e a falta de preocupação por parte do responsável pela tomada de decisões faça com que aja por improviso, gerando um turbilhão de problemas vindouros. Alguns tipos de decisões geram conflitos nas empresas, na maioria das vezes as decisões individuais geram esse tipo de problemática, já que trata de interesses próprios e que não depende de outros para seguir um caminho na tomada de decisão. As decisões em grupos tem uma maior preocupação com o envolvimento de outras pessoas no projeto em questão, há um maior controle e cuidado antes de concluir qualquer negócio. Por fim, as decisões organizacionais são mais repetitivas, tem um padrão a seguir, havendo uma programação mais direcionada.

O tipo de profissional que mais se encaixa no mundo dos negócios é aquele que está disposto a se doar, a conhecer e descobrir novas formas de aperfeiçoar seus métodos de negociação, aquele que é flexível e sensato ao mesmo tempo, que compreende e reconhece a importância de quem está negociando com ele, que confia na qualidade da prestação de seu serviço ou de seu produto garantindo a satisfação de seu cliente.

Sua empresa possui negociadores com esse perfil? Deixe seu comentário!

Por: Andrea Yasmin

Fonte: administradores.com.brBlog SISPRO Assine Gestão Empresarial