Gestão de Dados ou Gestão da Informação? | SISPRO
7991
post-template-default,single,single-post,postid-7991,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Gestão de Dados ou Gestão da Informação?

A Gestão de Dados está em ascensão no Brasil. Sua missão é zelar da melhor forma possível, através de seus profissionais, metodologias, processos e ferramentas os dados das empresas para que os mesmos tenham condições de serem transformados em sabedoria empresarial.

Quando falamos sobre “dados”, na verdade estamos nos referindo à matéria prima de uma cadeia (dado – informação – conhecimento – sabedoria). A evolução desta cadeia é fundamental para conseguir o que todas as empresas desejam: transformar dados em informações confiáveis e utilizá-las como fonte de conhecimento para tomar decisões com sabedoria.

Cadeia de Evolução dos Dados

Sem uma gestão efetiva dos dados, a evolução desta cadeia não é atingida, portanto, para atingir os objetivos é fundamental a disciplina atuar nos estágios iniciais da cadeia. Por esta razão o nome da disciplina é Gestão de Dados e não Gestão das Informações ou Gestão do Conhecimento. Porém, valem ressaltar que, dependendo do nível da maturidade da empresa, as ações de gestão para a evolução da cadeia podem se estabelecer em outros níveis.

A preocupação em gerir os dados das empresas é algo novo?

Na verdade não. Esta preocupação já existe há longa data. Este esforço já foi atribuído no passado à disciplina Administração de Dados (AD), porém na época, vários erros foram cometidos na adoção desta disciplina e a Administração de Dados ficou limitada às atividades ligadas à modelagem de dados. Vale ressaltar que essas atividades ainda são muito importantes, porém sozinhas não são suficientes para uma “Gestão” por completo dos dados das empresas.

Um fato curioso é que esse fenômeno ocorreu tanto aqui no Brasil quanto fora, em países considerados mais maduros. Se por exemplo, fizermos uma pesquisa no site da amazon.com sobre livros ligados ao assunto “Data Administration”. Vocês poderão reparar que irão aparecer algumas publicações sobre o assunto, porém todas são antigas e já foram descontinuadas. Se mudarmos o conteúdo da pesquisa para “Data Management” teremos um resultado mais atualizado.

Enfim, tanto aqui no Brasil quanto no exterior o nome Administração de Dados “micou”, porém os objetivos das disciplinas são praticamente os mesmos, porém agora são alcançados de forma mais completa.

Quais as premissas da Gestão de Dados?

Os cuidados em não repetir os erros do passado se tornaram premissas fundamentais para o sucesso da Gestão de Dados, entre as quais podemos destacar:

– A responsabilidade pela gestão dos dados não é mais uma exclusividade das áreas de Tecnologia da Informação (TI). Agora esta gestão é compartilhada entre as áreas de TI e demais áreas de negócio nas empresas.

– O dado é considerado um ativo de valor precioso nas empresas, porém os dados não são o único ativo importante. Além dos dados, pessoas e recursos financeiros também são fundamentais para a eficiência das empresas.

– O dado é gerido em todo o seu ciclo de vida, principalmente quando ele está inserido nas operações de negócio e não mais apenas no ciclo de vida do desenvolvimento dos sistemas.

– Dados só geram valor para a empresa quando disponibilizados para utilização nas áreas de negócio. Enquanto suas estruturas são construídas, gera-se apenas custo de desenvolvimento.

– A Gestão de Dados deve acompanhar o mesmo ritmo de evolução dos negócios e da tecnologia.

– O escopo de atuação da gestão de dados é bem abrangente e possui várias funções integradas.

Sua empresa utiliza os dados para a tomada de decisão? Comente sua experiência!

Por: Bergson Lopes Rego

Fonte: devmedia.com.br

Blog SISPRO Assine Gestão Empresarial