Entenda como um sistema integrado ERP une os setores da empresa | SISPRO
1413
post-template-default,single,single-post,postid-1413,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Entenda como um sistema integrado ERP une os setores da empresa

Entenda como um sistema integrado ERP une os setores da empresa

O Planejamento de Recursos Empresariais (do inglês, Enterprise Resource Planing ou ERP) vem transformando a forma como processos internos e externos são executados – e isto já não é nenhuma novidade. Em um único sistema são integradas todas as informações de todos os setores e departamentos, de forma que haja um maior entrosamento na forma como as tarefas são realizadas. O objetivo final não poderia ser diferente: redução das perdas, aumento da produtividade e um melhor desempenho, conforme o planejamento inicial do projeto.

O uso de um sistema de ERP também ajuda gestores a entender quais os “gargalos” que estão impossibilitando o alcance de melhores resultados de forma a tentar eliminá-los ou mesmo reduzi-los. Em outras palavras: ajuda a aplicar esforços no que realmente é importante e prioritário e, principalmente, eliminar o que gera perdas e problemas no cumprimento das metas.

No post de hoje veremos como um sistema de ERP une os setores da empresa e o que isto gera de benefícios. Preparado? Continue acompanhando!

Automatização dos processos

A implementação de um sistema pode reduzir, e muito, os custos de operação de uma empresa. De maneira geral, como a rotina de todos os setores e departamentos passam a integrar o mesmo sistema – por exemplo, compra, vendas, produção, faturamento e estoque – é possível reduzir o desperdício e diminuir o tempo das atividades, aplicando esforços no que realmente é prioritário.

A automação dos processos possibilita ao gestor um melhor acompanhamento de todo o fluxo de trabalho – uma vez que toda a rotina das atividades passa a compor uma base de dados – o que ajuda a manter um histórico do que foi, e está sendo, executado. Com isso, é possível identificar ações que podem ser tomadas para melhorar a execução das tarefas, bem como planejar melhor os recursos necessários para o cumprimento das metas.

Além disso, é possível extrair relatórios gerenciais que possibilitam ao gestor conhecer os reais resultados da empresa e os próximos passos que deverão ser dados. Com estas informações em mãos é possível analisar estes indicadores, criar oportunidades de melhoria e as atividades que devem ser priorizadas. Utilizando um sistema de ERP os relatórios deixam de ser uma atividade mecânica e passam a ser grandes aliados no processo de planejamento e controle, focados em inteligência e melhorias.

Redução de falhas

Arquivos compartilhados em diversos computadores – ou informações que circulam em inúmeras versões – acabam levando a perdas susceptíveis e confusões. Basta trocar um colaborador de função para ocorrerem atrasos por falta de comunicação ou mesmo perdas de arquivos.

Com um sistema de gestão é possível centralizar todas as informações no banco de dados e, assim, disponibilizá-las em nuvem, o que oferece maior segurança para os dados. Além disso, o gestor passa a ter um maior controle de acesso, uma vez que o sistema conta com senha de acesso que limita terceiros ou pessoas não autorizadas a acessar os dados.

Um bom exemplo é o planejamento do setor de compras para o abastecimento de estoque, que passa a ter como aliado o controle efetivo de acordo com o histórico de demandas por período e sazonalidade. Com isso, prejuízos com a estagnação de itens parados em estoque e compras mal planejadas são minimizados.

Maior agilidade na execução das atividades

O gestor passa a saber exatamente o que está sendo executado, quem está realizando e dentro de que tempo está sendo feito, tudo em tempo real. Desse modo, é possívelestabelecer estratégias que possibilitem uma melhoria na execução dos processos e uma maior agilidade na realização das atividades.

Com a eliminação de processos manuais e a padronização dos procedimentos operacionais é possível uma maior agilidade na execução das tarefas, otimizando o fluxo de informações, melhorando a qualidade dos serviços e, consequentemente, aumentando a produtividade das pessoas.

E aí, gostou do nosso post? Já conhecia os benefícios de um sistema de ERP? Que tal compartilhar a sua opinião? Deixe um comentário!Blog SISPRO Assine Gestão Empresarial