Desafios da gestão empresarial | SISPRO
7976
post-template-default,single,single-post,postid-7976,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Desafios da gestão empresarial

Diante de tantas mudanças que as empresas estão sofrendo, quais são os novos desafios da gestão empresarial moderna?

Nos dias de hoje, o ambiente empresarial no Brasil está com exigências e desafios cada vez mais desenvolvidos, o que, por vezes, acaba por abalar a gestão da empresa. Os consumidores e clientes, por sua vez, estão cada vez mais exigentes; o que é um dos efeitos do imediatismo frequente que tomou conta não só do cenário empresarial, como de muitos outros, após o avanço desenfreado da informatização e do avanço emergente das tecnologias.

E é exatamente por conta disso que a gestão empresarial se torna cada vez mais essencial em meio a uma organização, para atender não só a demanda dos clientes, como a própria demanda interna da organização em questão, que precisa se manter firme em meio a tais mudanças. A gestão empresarial é aquela que irá apontar para os focos da organização, assim como as ações que devem ser tomadas para o seu desenvolvimento.

Em primeiro plano, entenda o que é a gestão empresarial. De uma forma geral, essa gestão consiste em um modelo para o trabalho, que é orientado conforme planejamentos, geração de recursos, princípios, estratégias, política de valores e outros, que são todas ações tomadas visando alcançar os objetivos de tal empresa.

Entre as funções que são estruturadas por meio da gestão empresarial, devemos destacar as interfaces tanto internas, quanto externas operacionais, a área de marketing e logística, estratégia comercial, financeiro e outros.

Novo cenário da gestão

A gestão empresarial passa por uma série de mudanças quando consideramos modelos tanto tecnológicos, quanto propriamente estruturais. Essa mudança exige do profissional responsável pela gestão uma adequação à nossa realidade, para que seja possível fazer com que todas as decisões da empresa sejam passadas e entendidas por todos os setores da companhia, da alta gerência até os trabalhadores da fábrica.

Para isso, inovações, instrumentos, técnicas, comportamentos, estratégias e atitudes são itens necessários ao profissional de gestão empresarial que, para continuar competitivo no mercado de trabalho, precisa se render a tais demandas.

Os desafios pertinentes à gestão empresarial de uma empresa agora são relacionados também a uma série de outros fatores, como a própria descentralização da empresa, a terceirização de serviços, a internacionalização e processos globais que a afetam, economia atual (tanto brasileira, quanto europeia), as transformações no mercado (tanto interno, quanto externo), o fim de algumas empresas multinacionais e o aparecimento de competidores cada vez mais fortes.

Os desafios se amplificam ainda mais quando levamos em consideração a informatização, nova demanda tecnológica, transformação dos concorrentes, mudança no perfil do consumidor e novas técnicas de gestão que são implantadas por empresas e devem ser seguidas para que seja possível dar continuidade ao negócio sem sair perdendo de nenhum lado.

Como superar esses desafios

Quando nos colocamos frente a frente com esse novo modelo organizacional, cabe a nós darmos destaque para os nossos clientes, afinal, são eles que movem a empresa. E, quando atentamos para o cliente, devemos considera-lo tanto de forma externa, ou seja, o nosso consumidor, como também olhando para dentro da instituição, onde os clientes são os nossos próprios colaboradores.

É essencial para a gestão empresarial o entendimento de que cada um desses indivíduos é diferente, ou seja, com suas próprias necessidades, tolerâncias e desejos. É função da gestão da empresa identificar e, depois disso, organizar os seus métodos de trabalho considerando esses clientes potenciais.

Além disso, a qualidade tanto dos serviços quanto produtos prestados pela empresa também devem estar entre as principais ações empresariais, afinal, não deixa de ser esse o foco dos indivíduos que a procuram, seja para a compra e consumo, ou até mesmo para trabalhar na empresa. Assim, se torna parte da gestão empresarial saber entender às necessidades e exigências de cada um dos clientes, e procurar uma forma de agradar a todos eles.

Porém, há “males que vêm para o bem”. A internet e as tecnologias que, de início, deram aquele debate nas instituições, agora, podem ser aliados para possibilitar relacionamentos mais duradouros e íntimos com os clientes que, agora, buscam também maior interação com a empresa que realiza os seus negócios.

Assim, é também ideal que a gestão empresarial da companhia saiba utilizar de tais meios de comunicação (principalmente digital) para atingir os seus clientes, por meio da criação de websites e blogs, lojas virtuais, criação de grupos de discussão, e-mail marketing, livros, pesquisas na área de atuação e outros métodos. É por meio dessa forma que a gestão começará, aos poucos, a identificar o seu próprio púbico consumidor e atentar para as necessidades do mesmo.E, para agradá-lo, até certas mudanças são aceitáveis nos processos de caráter organizacional. 

A interação, como já dissemos anteriormente, também é um ponto fundamental para a conquista de público. Com a concorrência cada vez mais acirrada, disputa por produtos, preços, modelos de qualidades, a sua empresa deve buscar um diferencial, que começa na própria interação com o cliente. A intenção, no caso, é a busca de resultados realmente eficazes, visando o desenvolvimento de um diferencial que faz com que o cliente tenha reconhecimento da sua instituição, dos seus produtos, serviços, atendimento, e demais diferenciais.

Conclusão

Por fim, devemos entender que o planejamento estratégico é caracterizado como um conjunto tanto de decisões, quanto de prioridades que devem ser dadas para que seja possível o gerenciamento sólido de uma organização.

Esse planejamento engloba o cuidado que a empresa tem não só com os seus clientes externos, como também com os colaboradores, terceirizados, fornecedores, e toda a comunidade que está ao seu redor.

Essa fase de uma nova gestão empresarial surge considerando todas as necessidades sentidas pela instituição de melhorar e aperfeiçoar todos os seus processos, fazendo isso de forma que priorize o aprendizado, a tecnologia, a inovação e implantação de novos métodos e, é claro, a disseminação da empresa no mercado de trabalho em que atua perante o seu próprio público-alvo para que o seu crescimento continue sendo valorizado.

Assim, entre os métodos que devem ser considerados para a gestão empresarial, devemos destacar a necessidade do surgimento de novas ferramentas e plataformas para apoio, novos sistemas empresariais, novas formas de interação e outros, que são essenciais para o aperfeiçoamento da gestão empresarial de sua empresa, seja ela uma organização de pequeno, médio ou grande porte.

Fonte: www.administradores.com.br – 10/10/14

Blog SISPRO Assine Gestão Empresarial