Cinco dicas para a atuação da sua empresa no Omnichannel | SISPRO
7835
post-template-default,single,single-post,postid-7835,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Cinco dicas para a atuação da sua empresa no Omnichannel

Omnichannel SISPRO Blog ERP

A integração total do online com o off-line é uma realidade e, por isso, as empresas precisam adaptar suas estratégias para qualificar as experiências de seus clientes em “multi-channel” – loja, web, tablet, mobile, central de vendas, etc. – e “cross-channel” – quando um canal dá apoio ou promove o outro. A proposta é que o consumidor possa olhar o produto em um canal, ter contato com a marca por outro e concluir a compra por um terceiro canal.

A gestão da experiência dos consumidores nestes múltiplos canais com as marcas tornou-se um grande desafio para as empresas. Confira algumas dicas que Eduardo Prange, Chief Business Officer da Seekr, empresa provedora de Soluções em Multicanalidade, compartilha para tornar real a conhecida gestão omnichannel.

1. Compreenda o grau de engajamento do seu consumidor

Para garantir uma experiência única na multicanalidade é preciso compreender o grau de engajamento do consumidor. Antes mesmo de adotar uma estratégia, entenda que existem diversos perfis de consumidores omnichannel, e que, estes, se diferenciam pelos interesses e pelo uso das tecnologias durante as compras. Um estudo do Instituto for Business Value (IBV) da IBM analisou quatro anos de dados e mais de 110 mil consumidores em 19 países, e concluiu que:

– 43% dizem preferir fazer compras online, mas apenas

– 29% o fizeram da última vez que efetuaram uma compra.

– 42% reconhecem benefícios em partilhar a sua localização via GPS com as marcas, mas apenas

– 28% estão dispostos a fazê-lo.

– 54% encontram vantagens em partilhar o contacto de telemóvel para receber SMS, mas apenas

– 42% pretendem fazê-lo.

2. Planejamento

Muitas empresas sofrem de uma miopia a respeito da importância do conceito omnichannel e atuam de “forma caseira” na multicanalidade. Antes de adotar novos canais, invista no planejamento estratégico e operacional para identificar suas forças e fraquezas, e obter insights. Dedique tempo para decidir se o seu posicionamento será passivo, proativo ou reativo nos diferentes canais e qual a estrutura e tom de voz necessário para as tratativas das diferentes demandas.

3. Sincronize as operações em plataformas orientadas para multicanalidade

Reduza custos, ganhe agilidade e simplifique a gestão de operações de monitoramento, vendas e atendimento por meio de soluções orientadas para multicanalidade, plataformas que têm a capacidade de integrar diferentes canais e ferramentas em uma única interface.

4. Invista na qualificação do profissional de atendimento online e off-line

O profissional de atendimento é a linha de frente na multicanalidade. Por isso, é essencial investir na qualificação das equipes de atendimento online e off-line. Segundo estudo da IBM e da Econsultancy, que entrevistou 276 marcas do varejo mundial e 1.135 consumidores, apenas 34% das marcas acreditam oferecer boas experiências de consumo na interligação entre o online e o off-line. Quando questionados sobre os serviços prestados por entidades bancárias e operadoras de telecomunicações, 49% dos consumidores disseram ter mudado de prestador de serviços nos últimos 12 meses: destes, 30% mudaram devido a falhas por parte do fornecedor, e 51% referiram a má experiência de cliente como razão principal.

5. Gere confiança sendo ágil no feedback

O consumidor sabe que tem voz. E, por isso, quer ter certeza de que está sendo ouvido. As empresas que processam essas informações para oferecer experiências positivas por meio de feedback ágeis conseguem gerar mais confiança no consumidor, o que pode trazer benefícios incomparáveis: 72% dos dizem não se importar de partilhar os seus dados geográficos com uma marca em que confiem, e 61% estão dispostos a fornecer informações pessoais detalhadas à sua marca de confiança. Se falarmos de empresas em que a confiança não seja absoluta, estes valores caem para 38% e 37%, respectivamente.

Sua empresa já atua no Omnichannel? Comente sua experiência!

Fonte: administradores.com.brBlog SISPRO Assine Gestão Empresarial