5 dicas para organizar as finanças de uma empresa em crescimento | SISPRO
7941
post-template-default,single,single-post,postid-7941,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

5 dicas para organizar as finanças de uma empresa em crescimento

Minha empresa cresceu, e agora? Quando chega a hora de dar uma atenção especial ao empreendimento, é preciso procurar compreender o que está acontecendo ao redor e tomar as medidas necessárias para que esse crescimento seja sustentável, mantendo-se ao longo do tempo e trazendo sempre resultados positivos.

 

Para que o crescimento da empresa seja natural e gradativo, o empreendedor tem que voltar sua atenção, principalmente, para suas finanças — já que onde se encontra o dinheiro é que se encontram, também, as possibilidades. Se você é empreendedor e está nessa situação, não se desespere. Separamos 5 dicas especiais para você organizar as finanças da sua empresa e manter esse crescimento saudável.

Gestão de clientes

Mas o que os clientes têm a ver com o financeiro? A resposta é tudo! Clientes satisfeitos compram mais, geram mais boca a boca, recomendam, curtem nas redes sociais, compartilham os produtos comprados, enfim, levam a sua marca a todos os lugares. É um impacto significativo, concorda?

Sendo assim, revise sua estratégia de gestão de clientes, se possível invista em um CRM (Customer Relationship Management) de qualidade para extrair o máximo de informações que você puder a respeito do seu público-alvo. Conhecendo o seu cliente, você consegue oferecer exatamente aquilo o que ele quer, sem perder tempo nem dinheiro. Satisfazendo o seu cliente, você tem uma maior rentabilidade, o que influencia diretamente nas finanças da sua empresa.

Gestão do orçamento

Definir o orçamento semanal, mensal e anual é uma maneira de manter as finanças em dia sem pisar na bola. Uma empresa em crescimento precisa acompanhar a execução do seu orçamento de perto, analisando o que pode ser otimizado, o que é supérfluo e onde é preciso economizar.

Gestão de cobranças

Cobrar as pessoas é chato, mas pode trazer grandes retornos financeiros para a sua empresa, principalmente nessa fase de crescimento. Ao entrar em contato com clientes inadimplentes, você consegue compreender o que os levou a faltar com o pagamento e pode negociar condições especiais para não perdê-los.

É essencial colocar um bom negociador nesse canal, já que essa é uma tarefa muito delicada e é preciso ter um bom poder de persuasão. Ao resgatar esse cliente inadimplente, além de sua empresa recuperar valores tidos como perdidos, você pode voltar a ter um relacionamento com ele e acabar aumentando as vendas, o que impactará diretamente no seu financeiro.

Gestão do fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o que determina as entradas e saídas da sua empresa, devendo ser acompanhado diariamente. Organizar o fluxo de caixa significa alimentar a veia principal da sua empresa, e é por isso que ele é indispensável e deve ser constantemente nutrido, realizando-se todos os lançamentos — receitas e despesas — diariamente.

Demonstrativo de resultados

Esse é o segundo elemento mais importante para a organização do setor financeiro de uma empresa em crescimento, pois mostra qual tem sido seu desempenho em um determinado período de tempo — geralmente nos últimos 12 meses.

Uma empresa em crescimento pode precisar de investimentos de terceiros e será preciso demonstrar, por meio do DRE, que a empresa tem boa saúde financeira e poderá pagar os valores emprestados para promover a expansão.

Para gerir todos esses itens, você precisa de uma estrutura integrada, que mantenha todos os dados alinhados e prontos para serem consultados. Um bom CRM ou um software de gestão financeira podem ajudar — e muito — a sua empresa a crescer sem dificuldades, trazendo resultados em um tempo bem mais curto.

Fonte: www.asaas.com – 08/10/14

Blog SISPRO Assine Gestão Empresarial