5 armadilhas que podem estar atrapalhando o seu fluxo de caixa | SISPRO
2379
post-template-default,single,single-post,postid-2379,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

5 armadilhas que podem estar atrapalhando o seu fluxo de caixa

5 armadilhas que podem estar atrapalhando o seu fluxo de caixa

A utilização do fluxo de caixa permite não só que suas finanças fiquem organizadas, mas que seu planejamento financeiro seja mais robusto e confiável. Entretanto, alguns errospodem prejudicar seu fluxo de caixa. Mas será que é possível evitá-los?

Neste post você vai conhecer 5 armadilhas que podem estar atrapalhando o seu fluxo de caixa e quais medidas você pode tomar para que isso não aconteça.

1. Falta de atualização

A falta de atualização é uma das grandes armadilhas do fluxo de caixa. Mas o que ela gera? Um fluxo de caixa desatualizado não permite ao gestor conhecer em tempo real como andam as finanças da empresa.

Essa desatualização pode ter consequências desastrosas, uma vez que os registros não refletem a situação real e pode-se ter a impressão de que o caixa possui mais recursos do que realmente tem e, caso seja utilizado um valor maior do que o disponível, haverá o comprometimento das finanças.

Isso pode ser evitado com o uso de um sistema integrado aliado à cultura da atualização diária do seu fluxo de caixa, conscientizando a todos na empresa o quão importante é reconhecer sempre os lançamentos no momento em que eles ocorrem.

2. Não reconhecimento de pequenos valores

Outra armadilha nas suas finanças é a falta de reconhecimento de pequenos valores e a diferença que eles possam trazer às suas finanças. Tanto as pequenas entradas quanto saídas de recursos devem ser minuciosamente contabilizadas.

Oriente seus funcionários a requisitarem documentos hábeis, como notas fiscais ou cupons, além de efetuarem o controle rígido dos recebimentos, mesmo dos pequenos valores. Também aconselhe-os a inserir esses valores na sua contabilização de fluxo de caixa.

3. Não detalhamento de entradas e saídas

Pior do que não considerar pequenas entradas e saídas pode ser não detalhá-las, o que impede, no caso de uma necessidade ou análise mais profunda, entender o que realmente aconteceu. Uma vez que seus funcionários já foram alertados para requisitarem documentos hábeis e entenderam a importância do registro de todas as entradas e saídas, instrua-os em relação aos detalhes do lançamento.

Utilizando um software de gestão, esses históricos podem ser padronizados. Isso economiza o tempo de seus funcionários e evita que os lançamentos fiquem sem o detalhamento necessário, permitindo uma contabilização mais eficiente e detalhada.

4. Desprezo à categorização no fluxo de caixa

Muitos empresários utilizam o fluxo de caixa, mas somente como forma de controle de entradas e saídas e acabam não aproveitando todos os benefícios dessa ferramenta. Um desses benefícios é a possibilidade da criação e análise do tipo de gastos e também das entradas de recursos.

Um bom software de gestão poderá ajudar nessa tarefa, permitindo diferentes análises que irão mostrar quais são os gastos mais representativos e sua evolução. Já em relação aos clientes, qual o valor do ticket médio, participação de cada um no resultado, entre outras valiosas informações.

5. Consideração de valores ainda não disponíveis

Considerar valores ainda não disponíveis em seu caixa também pode causar muita dor de cabeça e é um erro comum naquelas empresas que recebem por cheque ou cartão de crédito. Mas como estes valores devem ser reconhecidos?

No caso dos valores de cartão de crédito, deve-se lançar o valor somente quando a instituição financeira repassar à sua empresa os recebimentos de um determinado período, valor esse que normalmente é depositado em conta-corrente. Já no caso dos cheques pré-datados, poderá ser feito um controle à parte, mas eles devem integrar o fluxo de caixa somente no momento em que puderem ser descontados.

Neste post você compreendeu que o fluxo de caixa é uma excelente ferramenta de gestão, mas que algumas armadilhas podem comprometer o seu uso. Utilizando soluções inteligentes e inovadoras, você poderá evitar a desatualização, padronizar os lançamentos e inserir a cultura do reconhecimento dos pequenos valores em suas finanças, além do detalhamento das informações para que estas sejam úteis no processo de gestão.

Não criar categorias e ainda considerar valores ainda não recebidos também pode ser um problema facilmente evitado e permitirão análises realistas de como estão suas finanças.

E você, o que tem feito para um fluxo de caixa eficiente? Deixe o seu comentário

Fonte: SISPRO Software EmpresarialBlog SISPRO Assine Gestão Empresarial