Métricas de Vendas no Varejo: Você sabe como definir e analisar?
15178
post-template-default,single,single-post,postid-15178,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Como Definir e Analisar as Métricas de Vendas no Varejo?

As métricas de vendas no varejo são um assunto que te traz muitas dúvidas? Elas são ferramentas essenciais para avaliar o desempenho da equipe de vendas.

Uma vez que tenha os dados em mãos, poderá traçar estratégias para melhorar a gestão empresarial, o relacionamento com o cliente e aumentar as vendas.

E quais são as métricas de vendas? Continue acompanhando para ter essa e outras informações importantes para o seu negócio.

Entendendo as Métricas de Vendas no Varejo

As métricas de vendas são técnicas usadas pela gestão empresarial para descobrir dados relevantes para o comércio.

Você gestor deve dominá-las se quiser saber com exatidão em que posição sua empresa se encontra no quesito crescimento. Além disso, irá descobrir o que fazer para se manter em constante ascensão.

Sem medir dados e cruzar informações, não é possível gerenciar um negócio de forma eficiente. Caso tente fazê-lo, será guiar o seu patrimônio em um mar de incertezas. No escuro.

Os cálculos são um modo concreto de descobrir em que patamar sua empresa está. Agir apenas pela intuição pode ser uma decisão inconsequente.

Há que se investir em uma gestão profissional e com objetivos bem definidos. As métricas são meios para chegar até eles.

Exemplos de Métricas de Vendas no Varejo

métricas de vendas no varejo

1 – Lucratividade

A métrica de lucratividade é utilizada para descobrir se a empresa consegue arcar com as despesas e obter lucros.

Não é necessário fazer qualquer esforço para saber que é uma das métricas de vendas no varejo primordiais.

2 – Conversão

Se você tem um e-commerce, vale apostar na métrica de conversão. Ela irá identificar quantos acessos ao endereço da sua loja terminam em vendas.

Também é importante monitorar o número de cliques recebidos em um anúncio ou um banner de web promocional, por exemplo.

3 – Funcionário

Todo gestor precisa saber quanto custa manter seus funcionários. E essa informação vai além do salário ou comissões recebidas.

A métrica de faturamento entra em cena para calcular a relação “funcionário e faturamento”. É calculado o quanto foi faturado por mês pelo número de funcionários da empresa.

Mas a que conclusão é possível chegar? Você saberá se há um número de profissionais superior ao necessário, se deve haver mais produtividade da equipe, se deve contratar mais pessoal e muito mais.

4 – Estrutura

Até mesmo a estrutura da sua empresa pode entrar na análise de métricas de vendas no varejo. O seu negócio tem custos para manter o espaço físico, certo? Então considere avaliar se o seu faturamento supre essas necessidades.

Caso descubra que sua loja é pequena para o volume de faturamento, o que poderá ser feito é estudar a possibilidade de investir em um local mais amplo e confortável para os clientes.

O contrário também deve ser levado em conta. Não adianta ter uma empresa com grande estrutura – e grandes despesas – se os lucros de vendas não são satisfatórios.

5 – Custo de Clientes

Conseguir novos clientes deve ter seus custos contabilizados. Esse cálculo faz parte de uma métrica muito importante.

Você precisa saber se os custos com marketing, divulgação e equipe de vendas deram os resultados esperados.

6 – Vendas

Quanto tempo em média é gasto pelo negócio para que haja uma venda? Você precisa ter uma noção real do tempo necessário para que o cliente efetue uma compra.

Faça a seguinte pergunta a si mesmo: por que demora a concretização da venda? Como podemos melhorar esse tempo e faturar mais?

O exercício também é válido em equipe. Reúna o time de vendas para discutir sobre o assunto e buscar soluções.

7 – Oportunidades

As oportunidades de vendas abertas são chamadas também de leads no mundo do marketing digital. Na sua loja física, elas correspondem aos clientes que já estão prontos para comprar.

São oportunidades os consumidores captados por você. Eles devem ser abordados pela sua equipe para garantir mais resultados nas vendas.

De que forma esse indicador pode te ajudar? Você irá usá-lo para descobrir o motivo pelo qual há vendas não concluídas, quantas chances os vendedores criaram para concretizar vendas, etc.

Ele também irá diagnosticar se os funcionários estão conseguindo atender toda a demanda da melhor forma possível.

Já as oportunidades não concluídas, como o nome já diz, dão conta das vendas não concretizadas. Você saberá o quanto sua abordagem é eficaz.

Gestão e Métricas de Vendas no Varejo

Uma boa dica é contar com o apoio de um sistema automatizado de gestão para trabalhar com métricas. O software de gestão empresarial oferece diversas ferramentas para o gerenciamento eficaz de um negócio.

O SISPRO ERP Cloud é um sistema de gestão criado para facilitar o dia a dia das empresas e fornecer recursos para o seu crescimento.

E nada melhor do que ter um software feito especialmente para as necessidades do seu ramo de atuação. Por isso, conheça o SISPRO ERP Cloud VAREJO, o seu novo parceiro de negócios.

Com ele, você irá criar e gerenciar campanhas para captação de clientes, garantir a fidelização e melhorar o seu atendimento. Suas promoções serão muito mais eficazes.

A ferramenta oferece economia de tempo e maior lucratividade para o comércio varejista.

Comece agora a implementar as métricas de vendas no varejo para colher resultados!