Como usar o ERP no PCP – Planejamento e Controle da Produção
13233
post-template-default,single,single-post,postid-13233,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Como usar o ERP no PCP – Planejamento e Controle da Produção

Menor custo e maior efetividade são os principais benefícios do uso do ERP no processo de Planejamento e Controle da Produção (PCP)

A característica do ERP de concentrar todas as operações da organização em uma base de dados única promove a importante e fundamental integração entre as diversas áreas da empresa, incluindo a produção. Esta integração traz consigo a automação de processos da empresa, e não apenas de uma área, e um fluxo de informação que permeia toda a estrutura organizacional aumentando o nível de comunicação e ao mesmo tempo sua velocidade.

Qualquer acontecimento da empresa ao ser registrado na sua origem deve ficar disponível no sistema e ser apresentado para as funcionalidades que apoiam as diferentes áreas da organização sem burocracia, garantindo a unicidade do dado e sem o risco de erros ou transcrição de dados.

Recebimentos de matéria prima no depósito são imediatamente registrados no estoque e comunicados aos módulos que apoiam as atividades de PCP. Uma venda realizada pelo comercial é registrada no Fluxo de Caixa do financeiro e ao mesmo tempo passa a compor o Plano Mestre de Produção.

O registro histórico das vendas e pedidos do ERP fornecem informações preciosas para que o gerente de produção possa analisar o Plano Mestre de Produção mantido pelo ERP e realizar ajustes para obter melhor resultado na produção.  

O módulo de MRP no ERP formaliza o registro da estrutura de produtos e roteiros de produção com suas características, o que possibilita a elaboração do plano de materiais e recursos necessários e a programação para a produção. O acompanhamento da execução da programação e o registro do resultado final disponibilizam comparativos que permitem a gerencia avaliar a produtividade e rendimento e retroalimentar o processo a fim de promover melhorias como aumentar a produtividade da estrutura produtiva.

Controle de custo do produto e da mão-de-obra é outra característica do uso do ERP no PCP, o que resulta em maior acuracidade no processo de formação de preço de venda, maior controle na gestão de custo e obtenção de redução de custo.

 


Módulos MRP para executar o PPCP

O PPCP ou Planejamento, Programação e Controle de Produção é uma ferramenta que procura contornar imprevistos e desvios de produção buscando alcançar o resultado previsto, ou seja mantendo o processo alinhado ao seu planejamento. O PPCP deve ser facilitador para que todas as atividades da organização convirjam no produto a ser entregue ao cliente.

Para efetivamente aplicar o PPCP na empresa é preciso ter como base informações precisas. Informações oriundas de todas as áreas da empresa e de seus relacionamentos externos como de clientes, que vão desde o início da demanda até a entrega do produto ao cliente. É essencial conhecer a demanda e os recursos que são necessários para atendê-la: qual a quantidade necessária, quando devem estar disponíveis, qual o custo e qualidade adequados.

O PPCP é reflexo da organização como um todo, o que inclui o módulo de MRP. As informações do MRP são essenciais para alinhar planejamento e resultado. As exatidões das estruturas de produtos, bem como os roteiros de produção, são fundamentais para que o planejamento e resultado não apresentem variações. É, portanto, essencial que as alterações sejam todas registradas. Os mapas comparativos entre o planejado e o efetivamente realizado, além de registro de ocorrências imprevistas, são informações que o MRP deve manter e que são alicerce para a excelência do trabalho do PPCP.

Se você quiser saber mais sobre como sua empresa pode se beneficiar, confira em Como um ERP com módulo de MRP I e II pode ajudar a sua indústria?.