Outubro Rosa | Mês da Luta Contra o Câncer de Mama | SISPRO
21243
post-template-default,single,single-post,postid-21243,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 
Blog

Outubro Rosa | Mês da Luta Contra o Câncer de Mama

Simbolizado pela cor rosa, o Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama.  O movimento teve inicio nos anos 90 em um evento chamado “Corrida pela cura” que aconteceu em Nova York, para arrecadar fundos para a pesquisa realizada pela instituição Susan G. Komen Breast Cancer Foundation.

O Outubro Rosa é celebrado anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama também é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres no país. Para 2019, foram estimados 59.700 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 51,29 casos por 100 mil mulheres. 

Porém, o assunto ainda é cercado de tabu e poucas mulheres são conscientizadas sobre como prevenir, identificar e principalmente como tratar o câncer de mama. A doença pode atingir nas mais diferentes idades, entretanto, é mais comum em mulheres a partir dos 50 anos.

O que é câncer de mama?

É uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Os principais tipos são:

  • Carcinoma ductal – que tem origem nos ductos mamários e há vários subtipos. É o mais comum, encontrado em cerca de 80% dos casos.
  • Carcinoma lobular – tem origem nos lóbulos, que são responsáveis pela produção de leite materno. É diagnosticado em cerca de 5% a 10% dos casos.

O que causa o câncer de mama?

Comportamentais/ambientais

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa.
  • Sedentarismo (não fazer exercícios).
  • Consumo de bebida alcoólica.
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (raios X, mamografia e tomografia).

História reprodutiva/hormonais

  • Primeira menstruação (menarca) antes de 12 anos.
  • Primeira gravidez após os 30 anos.
  • Não ter amamentado.
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos.
  • Ter feito uso de contraceptivos orais por tempo prolongado.
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Hereditários/genéticos

História familiar de: • Câncer de ovário. • Câncer de mama em homens. • Câncer de mama em mulheres, principalmente antes dos 50 anos.

Quais são os sinais e sintomas do câncer de mama?

  • Caroço (nódulo) fixo e geralmente indolor.
  • Quais são os sinais e sintomas do câncer de mama? Alterações no bico do peito (mamilo).
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja.
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço.
  • Saída de líquido anormal das mamas

Qual o tratamento?

Atualmente, o tratamento de câncer de mama combina várias abordagens:

  • Local: Envolve a terapia e a radioterapia
  • Sistêmico: Atinge o corpo todo e inclui quimioterapia, hormonioterapia e tratamento com anticorpos. É realizado por meio de medicamentos (oral ou na veia).  

Conhecer o seu corpo é o melhor jeito de prevenir a doença.O amor próprio começa nos detalhes.