Blog

Saiba como desenvolver a sustentabilidade da empresa com as vendas internas

Toda empresa chega em um ponto da sua caminhada em que se encontra saturada em seus processos. Nesse momento é essencial buscar maneiras de se sobressair o que, via de regra, abre margem para a criação de novas estratégias, como as vendas internas.

Na busca por aumentar as vendas de forma eficiente e reduzindo custos, o processo de vendas em si se altera constantemente. Isso porque, o comportamento do consumidor passa por inúmeras modificações, o que obriga as empresas a sempre buscarem alternativas viáveis para acompanhar tais evoluções.

Desenvolver o crescimento sustentável é possível por meio das vendas internas. Na ausência de familiaridade com o termo recomendamos a leitura desse conteúdo. Saiba seu significado e entenda como estimular tal modelo em seu negócio!

Vendas Internas é a mesma coisa que Inside Sales?

O conceito de Vendas Internas é apenas uma tradução de Inside Sales e saiba que o termo não é tão recente assim. O que se caracteriza como recente é a utilização de técnicas e estratégias mais modernas e adequadas ao cenário atual.

Dito isso, seu significado se relaciona com a aplicação dos recursos dos vendedores de um empreendimento, de forma remota e indireta aos clientes. Em outras palavras, vendedor e cliente acabam não tendo contato algum antes da venda.

Diferente de uma venda normal, a qual oferece direta e indiscriminadamente um produto ao cliente, uma venda interna está baseada em um relacionamento com o cliente.

Nessa relação o vendedor buscará compreender as necessidades e dores do potencial consumidor. Tal conhecimento abre margem para que o profissional apresente as características do produto e como isso vai solucionar eventuais problemas.

Somente depois disso é que o vendedor irá, de fato, oferecer o produto ou solução. Logo, o vendedor nutre o relacionamento, compreende o posicionamento do cliente, “pesca sua atenção” e se torna autoridade no momento da oferta.

Esse modelo de vendas faz uso direto da tecnologia, como é o caso da internet. Por meio do Marketing Digital as vendas internas se tornam escaláveis, reduzem custos e ampliam a eficiência das estratégias.

Quais tipos de vendas internas são aplicados nas empresas

Basicamente, existem 2 modelos de Inside Sales mais utilizados pelas empresas, veja cada um!

Modelo de vendas internas receptivas

Conhecido também por vendas passivas, aqui é o cliente quem sai em busca da empresa, produtos e soluções. Via de regra, o contato é resultado de conteúdos em blogs, campanhas de marketing, bem como indicações, por exemplo.

Os canais utilizados nesse formato de venda interna costumam passar pela internet e telefone. Portanto, do contato à solução, o tempo deve ser reduzido o máximo possível pela empresa, pois não há margens para tempo de resposta negativo.

Afinal, o modelo de mercado demanda agilidade e a concorrência pode estar pronta para atender os clientes de imediato, obrigando seu negócio a ser ainda mais ágil.

Modelo de vendas internas ativas

Esse modelo atua de forma completamente contrária em partes, pois aqui é a empresa e seus vendedores que saem em busca dos clientes. Por meio de análises prévias acerca dos perfis dos potenciais clientes é possível encontrar padrões que indicam o período atual dos clientes.

A gestão responsável deve buscar a qualificação mais aproximada possível da realidade dos consumidores. As vendas internas ativas propõem otimização do tempo, para contatar apenas os clientes certos e baseados no perfil estipulado.

Amplie a sustentabilidade da empresa em 4 passos

sustentabilidade baseada nas vendas internas

1 – Agilidade de resposta garante maior satisfação

Implemente processos ágeis na interação com as requisições dos clientes. Num cenário, o qual explicita a pressa em quase todas as ações, os clientes acabam não esperando muito tempo pela resposta da empresa e de prontidão já partem para o atendimento de outra empresa.

Integre uma equipe rápida e que apresente prontidão no atendimento, pois faz toda diferença.

2 – Amplie o conhecimento certeiro sobre potenciais clientes

O que o perfil de cliente atual mais busca é exclusividade. Contudo, para alcançar um patamar em que sua empresa ofereça exclusividade é necessário muita informação e conhecimento acerca dos clientes.

Uma ótima ferramenta seria a implementação de um CRM. Se trata de uma solução que cria, gerencia e organiza um banco de dados assertivos sobre as principais informações dos clientes e, certamente, influencia na interação com os mesmos.

3 – Compreenda a fundo as preferências dos consumidores

O contato com os clientes se dá não somente por telefone ou e-mail, mas também por WhatsApp e outros aplicativos. Essa interação direta proporciona à empresa, conhecer melhor as preferências dos clientes.

Tem pessoas que preferem contato por e-mail, outras por aplicativos de mensagens instantâneas. Utilizar isso a favor da empresa é positivo, pois viabiliza um contato mais assertivo e no momento mais oportuno.

4 – Estimule a otimização do tempo com os clientes certos

A base das vendas internas é justamente a otimização do tempo. Sendo assim, é primordial filtrar os clientes certos, ou seja, contatar e nutrir uma relação apenas com aqueles que demonstrem interesse em adquirir o produto ou solução.

Além disso, por meio da análise do perfil é possível determinar se o cliente está pronto para o que oferece e, acima de tudo, se ele possui os requisitos para comprar o que oferta.

Com esses 4 passos uma empresa pode facilmente estimular sua sustentabilidade, ao passo que estimula suas vendas internas. Afinal, esse modelo de vendas se mostra como o futuro e, portanto, demanda a sua atenção!