Blog

O que um bom CRM deve oferecer ao empreendimento

Assim como qualquer produto ou serviço, os quais apresentam características específicas do fabricante, acontece com o CRM. Toda empresa que desenvolve esse sistema implementa diretrizes pessoais e de acordo com os objetivos da mesma.

Dessa maneira pode se tornar complexo entender o que um bom sistema deve proporcionar em termos técnicos às empresas. Todavia, para auxiliar nessa questão fizemos um apanhado com os principais aspectos de um sistema moderno.

Se está atrás de um CRM para a sua empresa, mas não sabe o que observar na hora de investir, fique tranquilo. Acompanhe e descubra 3 das principais características do sistema de gestão de relacionamento com o cliente!

Saiba mais sobre os 2 principais modelos de CRM

Basicamente, existem 2 tipos de CRM, um que é desenvolvido estritamente para as grandes corporações e outro para pequenas e médias empresas. Essa diferenciação se dá pelas diretrizes abarcadas por cada sistema.

Vamos apresentar as principais especificações de cada sistema de gestão, a fim de te ajudar a entender, veja a seguir!

CRM Enterprise

O forte desse modelo está na personalização, aspecto fundamental para grandes corporações. Via de regra, esse sistema suporta grandes demandas e processos mais robustos.

CRM para PME (Pequena e Média Empresa)

Usualmente, pequena e médias empresas contam com equipes mais enxutas e processos menos complexos. Porém, o sistema desenvolvido para esse porte de empresa auxilia na mobilidade e eficiência dos processos.

Contudo, essa solução, apesar de menos personalizada, não é leviana. Em outras palavras, ela atende com eficiência todas as demandas e processos, pois viabiliza integração com diferentes ferramentas externas e permite a automatização das atividades.

Fique atento a essas 3 características de um bom CRM

o que o crm deve oferecer

1 – Possibilita implementação da computação em nuvem

A computação em nuvem já não é mais novidade, mas sempre é bom reforçar os aspectos mais relevantes dessa tecnologia. Normalmente, o CRM já sai de fábrica com a opção de implementação da computação em nuvem, ou seja, se tornou um requisito básico.

Essa tecnologia elimina a necessidade de adquirir licenças, configurar ou mesmo instalar programas nas máquinas do seu negócio. Isso porque, a empresa pode aderir a um plano em que pague apenas pelo utilizado e que pode ser acessado pela internet.

A nuvem viabiliza maior segurança para os dados, tanto da empresa e, acima de tudo, dos clientes. Além da segurança o negócio ganha maior mobilidade, uma vez que os gestores podem acessar as informações de qualquer lugar ou dispositivo.

2 – Realiza a automação completa das obrigações diárias

Um sistema CRM deve proporcionar a automação completa das obrigações diárias, o que resulta em grandes vantagens. Grande parte das tarefas diárias, consideradas chatas ou mesmo complexas, deixam de ser realizadas manualmente.

Esse aspecto influencia na equipe de vendas e, por conseguinte, no faturamento. Ao passo que o vendedor deixa de focar em tarefas manuais, ele amplia o contato e otimiza a gestão de relacionamento com o cliente.

Portanto, o sistema de gestão elimina tarefas que demandam tempo precioso da equipe e permite que todos desempenhem suas funções com mais afinco e profissionalismo.

3 – Viabiliza a integração com aplicativos diversos

Por se tratar de uma solução específica para otimizar o relacionamento com os clientes, o CRM deve apresentar máxima integração com outros aplicativos.

Vamos supor que você já tenha em sua empresa alguns módulos que facilitam a gestão, mas não conta com um CRM. Como você poderia entrelaçar suas funcionalidades se o sistema não permitir integração?

De nada adiantaria, pois, toda informação continuaria descentralizada e perdida em dois sistemas diferentes. Se atentar a esse ponto é essencial para encontrar o melhor sistema que permita a integração necessária.

Esperamos ter ajudado com um posicionamento mais favorável a entender as características do CRM!