Blog

Compreenda o que é gestão da cadeia de suprimentos

gestao-da-cadeia-de-suprimentos

Toda empresa deve manter alguns relacionamentos nutridos, seja com o cliente, parceiro, investidor e acima de tudo, com o fornecedor. Essa parceria, que é responsável pela entrega de todo insumo necessário ao funcionamento da empresa, deve passar por uma gestão da cadeia de suprimentos.

Esse bom relacionamento é alimentado pela regularidade dos serviços prestados e via de regra, regidos por um contrato previamente acordado. Dessa forma, é essencial um sistema que intermedeie todo a interação, a fim de que ambas as partes alcancem o esperado.

Neste conteúdo especialmente criado para ajudar sua empresa a efetivar a gestão da cadeia de suprimentos, vamos abordar os conceitos e apresentar quais os setores estão intimamente relacionados nessa interação. Acompanhe!

Descubra o conceito de gestão da cadeia de suprimentos

Também conhecida como SCM (Supply Chain Management) a gestão da cadeia de suprimentos, está enraizada no conceito de uma gestão ativa de todas as atividades presentes na cadeia de suprimentos, que visa ampliar a importância do cliente ao passo que atinge competitivas e sustentáveis vantagens.

Existem duas ideias centrais nesse cenário. O primeiro conceito seria de que existem diferentes circunstâncias direcionadas ao provimento e demanda do mercado, ao assumir que toda matéria-prima e produto que alcançam o consumidor final, é a representação de um estímulo cumulativo de diferentes setores de uma empresa.

Portanto, podemos resumir esse primeiro conceito, na intenção, integração e troca de informações entre diferentes partes de uma organização, que almejam suprir os clientes.

Outra ideia central é de que, grande parte dos empreendedores acaba não se atentando a uma necessidade intrínseca dessa gestão.

Em outras palavras, é necessário estar atento além dos processos e demandas internas, pois isso certamente acaba desarticulando e reduzindo a funcionalidade, bem como a eficiência da cadeia de suprimentos.

Afinal, existe um fluxo que deve ser respeitado e alimentado. Além da aquisição de insumos e materiais e do avanço na manufatura dos produtos, existe ainda as operações de produção, logística e acima de tudo, a necessidade de algo sistêmico que aprimore a coordenação de todas as ações.

Quais setores estão comprometidos com essa gestão

qual a importância da gestão da cadeia de suprimentos

Assim como mencionamos acima, efetivar a gestão da cadeia de suprimentos vai além dos esforços para produzir e entregar aquilo que o cliente necessita, ou seja, é uma ação conjunta de diferentes setores, que devem trabalhar integrados o tempo todo.

Alguns empreendedores descobriram a vantagem significativa na adoção da SCM e possuem hoje, uma área designada especificamente para atender todas as etapas do processo.

Contudo, é imprescindível apontar os principais atuantes dessa complexa, porém, vital gestão da cadeia de suprimentos. Acompanhe!

Setor de compras

Sem sombra de dúvidas, o setor de compras é o que está mais em contato com os fornecedores. Dessa forma, é o responsável pela aquisição da matéria-prima e insumos decorrentes da necessidade da produção.

É de obrigação do setor de compras também, procurar meios que facilitem a negociação, a fim de reduzir custos e otimizar o planejamento financeiro.

Estoque

Esse é um dos mais importantes atores dessa complexa peça, pois é o mediador entre o fornecedor e o cliente final. O controle do fluxo de estoque está intimamente atrelado à eficiência no controle de despesa, bem como à capacidade de realizar as entregas dentro do prazo.

Esse setor funciona também, como um agente no controle de qualidade das entregas realizadas. Como resultado de uma gestão da cadeia de suprimentos bem-sucedida, a empresa passa a ter um estoque sob total controle, o que influencia no fluxo de caixa.

Setor de vendas

Um dos benefícios principais da gestão de suprimentos é sentido pelos clientes. Isso porque, quando há o controle do fluxo de processos é possível ampliar as oportunidades de vendas, bem como suas condições, a fim de oferecer diferentes formas de fechar o negócio.

Outro ponto relevante resulta da geração de informações a partir das vendas, que influenciam diretamente o setor de compras. Por meio do levantamento de dados sobre vendas, o setor consegue mensurar a previsão das demandas e se antecipar quanto a isso.

Marketing

Com conhecimento assertivo acerca das demandas e suas previsões futuras, o departamento de Marketing ganha em visibilidade. Agora é possível aprimorar o planejamento das estratégias e adquirir apenas o essencial para suprir os gargalos.

Como o objetivo da equipe de marketing é aumentar os números de vendas, toda informação certeira atua de forma positiva. A empresa consegue ainda por meio desse setor, corrigir potenciais falhas, como estoque parado.

Através de campanhas que visam a queima de estoque, além de levantar os números, o marketing reduz o capital estagnado.

Setor Jurídico

Como uma empresa pode se assegurar de cumprir as cláusulas de um contrato, a fim de garantir os direitos das partes, sem um setor jurídico? Afinal de contas, o relacionamento entre empresa e fornecedor está assegurado em contrato previamente acordado.

Já falamos sobre a gestão de contratos aqui no blog, acesse para se inteirar sobre o tema.

O jurídico tem, portanto, a obrigação de atender as minúcias de um contrato com o objetivo de garantir a idoneidade do cumprimento das especificações e cláusulas dos contratos firmados com diferentes fornecedores, por exemplo.

Setor e equipe de TI

Engana-se quem pensa que investir em um setor de TI é jogar dinheiro fora. Muito pelo contrário, assim como já mencionamos ao longo do conteúdo, a gestão da cadeia de suprimentos funciona adequadamente a partir de informações coletadas.

A partir disso é provável a tomada de decisões mais assertivas e baseadas na veracidade dos processos. Desse modo, veja a atuação da tecnologia na ação de supply chain:

  • Maior controle do tempo gasto nos transportes dos produtos;
  • Aprimora e facilita a localização dos materiais e insumos;
  • Otimiza a gestão dos documentos gerados;
  • Possibilita a utilização de assinatura eletrônica, o que exerce a redução da burocracia e documentos criados.

RH (recursos humanos)

O tema RH não é novidade no blog, todavia, é fundamental apontar sua presença na gestão da cadeia de suprimentos. Isso porque, para que o planejamento dessa gestão se torne uma realidade é necessário a presença de profissionais altamente capacitados.

Quem melhor para executar uma retenção de talentos, para o remanejamento do profissional qualificado, do que o Recursos Humanos? É imprescindível a aplicação de treinamentos periódicos e constantes.

Por meio do RH e de colaboradores atuantes no processo, a integração dos setores acontece de forma orgânica.

Sua empresa lida diariamente com fornecedores, mas acaba não aproveitando todo o potencial dessa parceria? Saiba que aderir esse modelo de gestão é o primeiro passo para ter demandas atendidas. Mas acima de tudo, fomentar a participação e satisfação dos clientes!



Cadastre-se na Newsletter: