Blog

Como implementar os conceitos da indústria 4.0 na empresa?

como-implementar-os-conceitos-da-industria-4.0-na-empresa

A essa altura certamente você já ouviu falar do novo termo relacionado à manufatura avançada, a indústria 4.0. Apesar de parecer um conceito distante da realidade, um processo revolucionário, é imprescindível conhecer suas diretrizes.

A realidade dessa implementação já começou, mesmo que a maioria das empresas não consiga discernir no dia a dia. Contudo, é simples observar os aspectos dessa revolução, pois a tecnologia é diariamente difundida e aplicada nos modelos de produção.

Se você possui uma empresa voltada para a produção, é certo que utilize alguma tecnologia atual. Seja um software de gestão avançado, robotização na linha de produção ou mesmo uma infraestrutura de armazenamento de dados, a indústria 4.0 vai te alcançar.

Nesse momento é questão de sobrevivência apresentar adaptabilidade aos novos direcionamentos adotados. Sendo assim, aprenda como você pode começar desde já a implementar os conceitos básicos da indústria 4.0 na empresa. Confira!

Onde o Brasil se encontra diante à indústria 4.0?

Especialistas no assunto acreditam que o Brasil ainda está se adequando à terceira revolução industrial. Portanto, a maioria das empresas ainda estariam na adequação de computadores para o chamado, chão de fábrica.

Dessa forma, alguns aspectos como a automação eletrônica dos processos e a Tecnologia da Informação, estão em período de experimentação e acomodação. Indiferente ao atraso tecnológico, se comparado a países como Alemanha e Estados Unidos, o Brasil possui potencial para expansão à indústria 4.0.

O que mais retarda o pleno desenvolvimento, é a distanciação da tecnologia de um negócio para outro. Enquanto algumas empresas estão próximas da plenitude dos processos e utilização da tecnologia, outras ainda se iniciam nesse concorrido meio empresarial.

Todavia, o Brasil está entre os maiores produtores de tecnologia da América Latina, o que garante a tranquilidade do desenvolvimento da indústria 4.0. A projeção é de que mesmo empresas de pequeno e médio porte, consigam migrar para esse novo formato de indústria.

Indústria 4.0: como implementar os conceitos básicos em 4 passos

como implementar os conceitos da indústria 4.0

Até aqui você viu como a implementação da indústria 4.0 é uma questão de tempo para se tornar realidade, bem como o posicionamento e a capacidade do Brasil em acompanhar essa evolução.

Mas caso ainda tenha dúvidas sobre o que é a indústria 4.0, acompanhe o artigo completo que falamos sobre isso. A seguir você vai entrar em contato com os conceitos básicos para a implementação da revolução industrial, fazendo uso da tecnologia atual. Confira!

1 – Trabalhar os aspectos da automação e conectividade

O maior gancho que a empresa precisa focar, é tornar a conectividade um fator presente no processo de produção. Isso porque, a conectividade é o conceito chave para a indústria 4.0 ser viável.

Sendo assim, possuir maquinários interativos, conectados entre si e com o sistema, é primordial. Entretanto, sabemos que no Brasil isso caracteriza custos elevados de investimento, e é um fator desencorajante para a evolução empresarial.

Enquanto a tecnologia é algo intangível para a maioria das empresas brasileiras, existem soluções mais baratas que apresentam resultados positivos. Dessa forma, a utilização de um dispositivo que transforma uma máquina sem conectividade, em uma geradora de dados, só aumenta.

Pode ser uma saída viável para começar a implementar os conceitos da indústria 4.0 no seu modelo atual de fábrica. Afinal de contas, você precisa de dados para gerir de forma mais eficaz os processos envoltos na produção.

2 – A conversa entre equipamentos gera dados fundamentais

Uma vez conectadas, as máquinas começam a gerar dados sobre os aspectos do fluxo de produção. As informações adquiridas serão repassadas ao ERP ou MES (Manufacturing Execution System) utilizado na empresa, a fim de concretizar a posse e gestão dos dados.

Nesse momento é recomendando contar com computadores industriais específicos para a leitura desse tipo de informação.

Isso porque, o fluxo de informação é gerado em diferentes máquinas e caso não haja a existência de um Gateway adequado, a transmissão desses dados pode criar problemas de segurança.

O Gateway recebe informações com protocolos distintos, realiza a leitura, converte e transmite para o sistema que faz o gerenciamento. Essa ação assegura a integridade do sistema, torna os dados verídicos e verificáveis.

Outra possibilidade atrelada ao computador industrial, é a utilização de diferentes softwares que auxiliam nos processos industriais.

Desse modo, você pode implementar um software para monitorar e supervisionar as variáveis do processo ou medir e avaliar a eficiência em nível operacional, por exemplo.

É importante salientar a necessidade de contar com um computador industrial para visualizar, receber e direcionar de forma eficiente todos os dados gerados.

3 – Otimize os processos para ganhar em qualidade produtiva

Com o processo rodando de forma eficaz, ainda é preciso medir o nível de eficácia da estrutura industrial. Existe um indicador muito utilizado pelas grandes empresas que operam no modo TPM (Total Productive Maintenance) ou Manutenção Preventiva Total, que permite calcular exatamente a eficiência do processo de produção.

O indicador OEE (Overall Equipment Effectiveness) é o principal medidor na hora de mensurar o sucesso do planejamento industrial. Existem diversas métricas inseridas nesse indicador, que tornam aprimoradas as tomadas de decisão.

Dessa maneira, o indicador responde três perguntas cruciais para qualquer processo: qual disponibilidade de operação das máquinas, qual a taxa de refugo gerado pela produção e qual a velocidade da produção da empresa.

Com a integração gerada pela conectividade entre máquinas, sistemas e gestores, é possível visualizar e alterar o panorama amplo e geral da empresa, em qualquer lugar e a qualquer momento.

4 – Fiscalize sua estrutura de dados e previna falhas

O termo Big Data Analytics ganha espaço a cada dia, pois além de necessário para a implementação da indústria 4.0, funciona como suporte estratégico. Por meio de uma infraestrutura complexa, dados estruturados e não-estruturados, são coletados, armazenados e geridos por softwares de alta performance.

O resultado é o ganho na tomada de decisão que pode representar o avanço na implementação da indústria 4.0. Isso porque, com as análises realizadas é possível até mesmo identificar falhas futuras e evitar a manutenção preventiva.

Por outro lado, a empresa ganha em manutenção preditiva, economiza recursos, evita retrabalho e eleva a chance de sucesso da imersão no formato de indústria 4.0.

Esperamos ter apresentado de forma clara e eficiente, a necessidade de se atentar hoje à revolução industrial. Afinal de contas, é apenas questão de tempo seu surgimento definitivo.

Em resumo, aproveite a vantagem do conhecimento e comece o quanto antes a pensar na indústria 4.0, que é o futuro das empresas, métodos de manufatura e o mercado como conhecemos hoje.



Cadastre-se na Newsletter: