Blog

Como fazer um planejamento estratégico?

planejamento-estratégico

Se tem uma coisa garantida no mundo dos negócios, é que toda empresa um dia vai precisar de planejamento estratégico. Dessa maneira, você pode definir isso como sendo um ponto de partida para qualquer negócio que inicia suas atividades.

Você pode estar enganado, não necessariamente a empresa deve iniciar sua jornada com um planejamento estratégico definido. Apesar de recomendado, isso depende muito do direcionamento e objetivos da empresa.

Portanto, se uma empresa determina que tem a necessidade de aumentar seus lucros ou expandir mercado, por exemplo, nesse cenário se faz necessário o planejamento.

No entanto, se você está com dificuldades em definir a precisão por utilizar tais ferramentas de negócio, fique tranquilo. Afinal, o objetivo desse conteúdo é levar até você o conhecimento indispensável para trilhar um percurso de sucesso.

Ficou animado com a perspectiva de melhorar a saúde do seu negócio? Então aprenda como fazer um planejamento estratégico certeiro e eficaz logo a seguir. Confira!

Você conhece a importância do planejamento estratégico?

Conforme sua empresa ganha tempo de mercado, mais ajustada e centrada em sua existência ela está, correto? Mesmo com toda essa bagagem de experiência, seu negócio ainda está exposto as variações e oscilações que o mercado impõe.

Dessa forma, é importante que você tenha em mente, que sempre precisará ajustar algo ou mudar o direcionamento das metas. Para facilitar esse processo de adequação, é vital contar com a ajuda de um planejamento estratégico consciente.

Mesmo tendo definido a importância de implementar um planejamento, muitos não conseguem determinar o momento certo da tomada de decisão. Quer sair do endividamento, abrir uma filial ou expandir seu nicho de mercado? Saiba como escolher o melhor momento para isso agora!

Como definir o melhor momento para planejar?

Só de pensar em colocar algo tão essencial para o funcionamento do negócio, muitos empreendedores podem ficar apavorados. Entretanto, não existe dificuldade ou complexidade para desempenhar tal planejamento.

Na verdade, é simples e você pode nortear esse início, se baseando em três pontos fundamentais, que são: onde me encontro hoje? Onde pretendo chegar? Qual o melhor caminho para alcançar tal objetivo?

Ao seguir tal direcionamento e responder as questões, o próprio dono da empresa pode direcionar melhor do que ninguém o rumo a ser tomado. Salvo a necessidade de ser o mais direto e claro possível com as respostas.

Assim que tiver em mãos a orientação ideal para seu negócio, é hora de contar com dicas imprescindíveis para alcançar o sucesso do seu planejamento estratégico.

Descubra 5 dicas para criar um plano estratégico!

Planejamento estratégico

Seja para aumentar as vendas, focar no varejo ou transformar sua micro empresa numa de grande porte, você vai precisar e muito de um guia formidável para te orientar, esperamos ter selecionado as melhores dicas para que isso aconteça!

1 – Conhece o cenário em que atua e suas restrições?

Como você será capaz de definir alguma meta, por exemplo, se não tem estipulado a área de atuação? Portanto, é vital para expor metas alcançáveis, saber exatamente onde pretende atuar.

Dessa maneira, seu negócio fica menos exposto às maleáveis conjunturas econômicas, por exemplo. Um método bastante conhecido e utilizado, que ainda traz resultados, é a análise SWOT, já ouviu falar?

Ela é importante para avaliar e julgar as condições internas e externas de um negócio. Essa é uma sigla em inglês e representa a análise feita acerca do negócio e sua atual situação.

Portanto, temos Força (Strenght), Fraqueza (Weakness), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

A Força está associada aos pontos fortes da empresa, as Fraquezas com os pontos fracos presentes no negócio, Oportunidades são a soma dessas forças que promovem uma projeção real futura e as Ameaças estão relacionadas às variáveis negativas que as fraquezas da empresa à sujeitam.

Você deve considerar que esses elementos presentes nesse tipo de análise, estão sujeitos e são definidos pelas características impostas pelo mercado.

2 – Estabeleça metas realizáveis

Depois de estruturar corretamente e definir os pontos sensíveis do seu negócio, por meio de informações adquiridas do mercado e principalmente pela análise SWOT, é hora de tirar as metas do papel e colocar em prática.

Você deve focar na viabilização dessas metas e mantê-las as mais reais possível, ou seja, algo tangível. Afinal, você não alcança objetivo algum sem antes estipular metas palpáveis e dentro do planejamento estratégico.

Dê preferência as metas mensuráveis, dessa forma, sua empresa é capaz de prever o resultado de estratégias de longo e médio prazo. Um exemplo claro, é estipular um fortalecimento no faturamento total, de 20% em 10 meses.

3 – Evidencie as estratégias e pratique as ações

Essa dica é para auxiliar os empreendedores que acabam se perdendo na hora de elaborar um plano de negócios. É bem comum encontrar empreendedores com dúvidas na hora de definir estratégias e colocar as ações para funcionar.

Para deixar claro e manter o planejamento estratégico simples, as ações são medidas práticas desempenhas com o objetivo da realização das metas estipuladas. Já a estratégia está presente para garantir os meios para alcançar essas metas.

Quando você define um objetivo, por exemplo, aumentar as vendas em 18% dentro de 5 meses, como estratégia, sua equipe define que serão lançados 3 produtos exclusivos que nem mesmo a concorrência possui. Para realizar esse feito, você toma a ação de contratar pessoas específicas para gerenciar essa empreitada.

Percebeu como você definiu as estratégias desse planejamento e colocou em prática por meio de ações? Isso é planejamento estratégico!

4 – Por que deixar os colaboradores de fora?

Você já observou no sucesso de alguma grande empresa, a ausência de seus colaboradores? É bem provável que não! Isso porque, se não houver colaboração de todos os integrantes do negócio, como esperar algo positivo do futuro, não é mesmo?

O responsável pela tomada de decisão na empresa deve se assegurar de oferecer as condições apropriadas para que todos persigam os objetivos como um todo, e isso inclui também, trabalhar a motivação dos colaboradores.

Certifique-se de que o escopo dos colaboradores faça parte constante das métricas estabelecidas pela empresa.

5 – Fiscalize e controle a situação

Nessa dica final, apontamos a necessidade de acompanhar o cumprimento das ações estipuladas e dos cronogramas criados, para auxiliar na execução do planejamento estratégico.

Estimule a participação dos líderes nessa etapa, pois é fundamental para trabalhar a motivação e a ética dos colaboradores. Acima de tudo, esteja preparado para eventuais situações não planejadas.

No mercado implacável de hoje, só se mantém concorrente aqueles que possuem a arte de improvisar quando necessário.

Esperamos ter mostrado os meios para que você crie um planejamento impecável e tenha a oportunidade de expandir seu negócio!



Cadastre-se na Newsletter: